DeAmazônia

MENU
Atualizado em 15/07/2017

Com cassação de Wilton Santos, vice Tiburtino assume em Novo Airão

A Justiça Federal determinou o imediato a fastamento do prefeito de Novo Airão por está incluído no rol dos ficha suja

Com cassação de Wilton Santos, vice Tiburtino assume em Novo Airão Antônio Tiburtino assumiu o cargo de prefeito

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Com a cassação do prefeito de Novo Airão ( a 115 quilômetros de Manaus)  Wilton Santos, o vice-prefeito Antonio Tiburtino da Silva (DEM), tomou posse neste sábado (15) no cargo de prefeito em sessão realizada na Câmara Municipal. Por determinação da Justiça Federal, Santos teve o mandato extinto pelo Poder Legislativo. A sessão foi conduzida pelo presidente da Câmara, vereador Rosivaldo Souza dos Santos.

 

Tiburtino comandará o município até que o Tribunal Superior Eleitoral julgue recurso do prefeito que tramita por lá e decida sobre novas eleições. Wilton teve o mandato cassado no dia 26 de junho, deste ano. Foi a segunda derrota dele no Tribunal Regional Eleitoral.  

 

Wilton Santos foi afastado pela Justiça Federal por ter quatro condenações de prestação de contas dele no Tribunal de Contas da União e Tribunal de Contas do Estado. Para o Ministério Público Federal o prefeito nem deveria ter sido candidato. Mas a Justiça Eleitoral deferiu o registro dele.

 

O prefeito Wilton Santos está em Manaus e postou em sua página no facebook que irá recorrer da decisão da Justiça Federal “para restabelecer seu mandato”.

DEAMAZONIA.COM.BR 

Sobe Catracas

ALVARO CAMPELO, vereador de Manaus

Foi o vereador que registrou em 2017 100% de comparecimento às sessões da Câmara

Sobe Catracas

ROMEIRO MENDONÇA, prefeito de Presidente Figueiredo

Após pressão, recuou e garantiu o aumento salarial dos professores municipais reajustado em julho/2017 pelo Governo Federal

Desce Catracas

ALEXANDRE BIANCHINI, presidente da Manaus Ambiental

São inúmeras as reclamações da má prestação de serviço no fornecimento de água em Manaus

Desce Catracas

ANTONIO PONGÓ, prefeito cassado de Caapiranga

Vice prefeito Moisés Filho denunciou Pongó a polícia por ter sacado R$ 1,8 milhão antes de deixar prefeitura  

BASTIDORES