DeAmazônia

MENU
Atualizado em 15/07/2017

Pai suspeito de matar bebê de um mês tem prisão preventiva decretada por juíza

Adriano Gomes Tavares, de 24 anos, seguirá para uma das unidades prisionais da capital; Audiência de Custódia foi realizada na tarde deste sábado (15)

Pai suspeito de matar bebê de um mês tem prisão preventiva decretada por juíza Adriano Gomes Tavares. Foto: Divulgação

MANAUS, AM - A juíza plantonista do Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam) converteu a prisão de Adriano Gomes Tavares, de 24 anos, para preventiva na tarde deste sábado (15), durante Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch Reis, na Zona Sul de Manaus. Adriano deve seguir para uma das unidades prisionais da capital.

 

Adriano foi preso na última sexta-feira (14) por policiais militares da 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) como suspeito de ter matado o próprio filho de 1 mês, Bryan Ferreira Pinheiro, e esfaqueado a mãe da criança, Aline Ferreira Pinheiro, de 29 anos.

 

De acordo com familiares da vítima, durante o ataque contra a mãe, o homem ainda empurrou fortemente o outro filho, um menino de um ano, contra a parede.

 

Bryan foi morto com dois golpes de faca, um no pescoço e outro no peito. Ele chegou a ser socorrido e conduzido ao Hospital Pronto-Socorro Joãozinho, mas não resistiu aos ferimentos.

Isabelle Valois

Sobe Catracas

ALVARO CAMPELO, vereador de Manaus

Foi o vereador que registrou em 2017 100% de comparecimento às sessões da Câmara

Sobe Catracas

ROMEIRO MENDONÇA, prefeito de Presidente Figueiredo

Após pressão, recuou e garantiu o aumento salarial dos professores municipais reajustado em julho/2017 pelo Governo Federal

Desce Catracas

ALEXANDRE BIANCHINI, presidente da Manaus Ambiental

São inúmeras as reclamações da má prestação de serviço no fornecimento de água em Manaus

Desce Catracas

ANTONIO PONGÓ, prefeito cassado de Caapiranga

Vice prefeito Moisés Filho denunciou Pongó a polícia por ter sacado R$ 1,8 milhão antes de deixar prefeitura  

BASTIDORES