DeAmazônia

MENU
Atualizado em 08/05/2017

David Brazil detona Mara Maravilha após ela falar de Neymar e Marquezine: “A máscara caiu”

Sempre sem papas na língua, a ex-Fazenda decidiu opinar sobre Neymar e Bruna Marquezine.

David Brazil detona Mara Maravilha após ela falar de Neymar e Marquezine: “A máscara caiu” Foto: Reprodução

Mara Maravilha é uma máquina de se meter em polêmica. Sempre sem papas na língua, a ex-Fazenda decidiu opinar sobre Neymar e Bruna Marquezine.

 

Na tarde desta segunda, 8, Mara teria dito que a atriz global não apoia a amizade do promoter com o jogador do Barcelona. Isso foi o que contou um seguidor para David, em rede social.

 

“Mara está tentando te detonar (risos). Insinuou legal que você colocava mulher na fita do Neymar (tipo a Roberta Portella) e, por isso, a namorada dele não gosta de você (risos). Léo Dias ficou sem graça real”, relatou o seguidor.

 

David não gostou nada disso e logo tratou de alfinetar Mara: “Eu gostava tanto de você como pessoa, como artista, que pena que você se transformou nisso, ou melhor, a máscara caiu, pois não há dinheiro, nem emprego no mundo, que mude o caráter, a personalidade e o amor ao próximo”, escreveu o amigo das celebridades e gago mais famoso do Brasil.

 

“Nunca fui cupido, muito menos cafetão de ninguém. Minha amizade com Neymar, uma pessoa que amo, vem muito antes dele ser essa estrela, e sempre tive uma ótima relação com a Bruna, de quem sou fã como pessoa e artista”, continuou David.

 

Ele ainda fez questão de a chamar de amargurada e infeliz, e ainda citou Deus: “Pode ter certeza que você não agrada nem um pouco a Deus com essas suas calúnias e difamações para para garantir seu emprego e se manter na mídia, vou orar e pedir a Ele que transforme seu coração amargurado e infeliz, pois não é possível que uma pessoa que vive para magoar os próximos seja de Deus”.

TV EM FOCO

Sobe Catracas

ANA PAULA DE MEDEIROS, juíza de Direito

2ª Vara do Tribunal do Júri de Manaus, da qual é titular, superou principais metas do CNJ, entre elas o julgamento de processos de feminicídio 

Desce Catracas

GANDOR HAGE, ex-prefeito de Prainha (PA)

Justiça Federal bloqueou mais de R$ 200 mil em bens dele por desvio de verba, destinada ao combate à miséria no município