DeAmazônia

MENU
Atualizado em 03/06/2015

Protesto em Maués pede Paz e Segurança Pública

Protesto em Maués pede Paz e Segurança Pública

MAUÉS, AM - Unidos pelo sentimento de solidariedade à família da jovem Jackeline Gomes, 22, assassinada na tarde de segunda-feira (01), moradores uniram-se ao Movimento Pela Paz em Maués, em Ato Público em defesa da Paz e da Segurança Pública.

 

Após o sepultamento o Movimento reuniu a sociedade civil, representantes pelos poderes Executivo, Legislativo, igrejas e movimentos sociais que assinaram o Manifesto e repudiaram publicamente as ações de violência que vem ocorrendo nos lares das famílias do município, notadamente, com a prática de assaltos, assassinatos e vandalismo, deixando a população em estado de pânico e de permanente intranquilidade.

 

O membro do CDDH, professor Elias Souza, lembrou de casos de pessoas desaparecidas até hoje sem respostas. “Nenhum de nós pode dormir sossegado, quando muitos de nossos irmãos estão perdendo a vida, porque a nossa sociedade não está segura”, disse.

 

O pároco de Maués, Padre Marcinei Souza, sugeriu que o Movimento continuem a mobilização pedindo segurança e todos assumam a responsabilidade da cidade.

 

O vereador Ari Menezes representante da Igrejas evangélicas e disse que falta amor no coração das pessoas para que a Paz possa reinar em todos os lares.

 

Na mensagem do prefeito padre Carlos Góes (PT) feita pelo Secretário de Educação Luiz Gonçalves, ele se manifestou dizendo que “Ao olharmos para a morte devemos valorizar a vida, como uma forma e oportunidade de nos prepararmos para a eternidade com Deus. Neste momento pedimos unidade a todos os mauesenses, para buscarmos a PAZ, para o nosso município”, disse.

 

O Movimento Pela Paz, vai enviar o manifesto ao Governo do Estado, Secretaria Estadual de Segurança Pública, Assembleia Legislativa, Poder Judiciário, Prefeitura e Câmara Municipal de Maués.

Tags:

Sobe Catracas

BI GARCIA, prefeito de Parintins

Vai demitir secretários que não colaboram com medidas de prevenção para evitar morte de pessoas pela pandemia de coronavírus

Desce Catracas

DOCA ALBUQUERQUE, prefeito de Terra Santa

Publicou decreto estranho que anula convocação de aprovados em concurso 2020 e abrirá processo seletivo