Sábado, 04 de julho de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 16/04/2015

Em Barreirinha, moradores ganham água, mas terão que cavar as valas

Em Barreirinha, moradores ganham água, mas terão que cavar as valas Vice-prefeito Mário Carneiro

BARREIRINHA, AM - As famílias que residem no bairro Nova Conquista, na cidade de Barreirinha, receberam do vice-prefeito, Mário Carneiro, uma boa e uma má notícia, em uma reunião realizada na noite de sábado (11), no barracão da comunidade. A boa é que a Prefeitura iria ampliar a rede hidráulica da cidade em 4 mil metros de tubulação e eles ganhariam água tratada nas torneiras de suas casas. Todos os presentes aplaudiram a iniciativa de Carneiro, que não esperou nem a comemoração cessar para informar a má. Os moradores teriam que cavar as valas nas ruas se quisessem receber a água potável. A chiadeira foi geral.

 

Um morador retrucou veementemente. Porque eles teriam que  fazer as escavações, para receber a tubulação, se o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), autarquia municipal, dispõe de recursos para realizar a obra?. Mário justificou que se a Prefeitura contratasse uma empresa teria que abrir licitação e o serviço demoraria muito, a enchente estava na porta e o bairro permaneceria sem água. “Para realizarmos o serviço será necessário a parceria de vocês. Cada morador vai cavar a parte da rua da frente da sua casa”, afirmou o vice, que colocou em pauta uma votação para saber se os moradores aceitavam a proposta.

 

Não muito contente, em ter que realizar o trabalho braçal, outro morador perguntou – "E o que nós ganhamos com isso?. Pelo menos vocês vão descontar a conta de água da gente no final do mês?". “Vamos estudar isso. O Saae precisa pagar uma série de coisas, mas não vejo problema”, respondeu Mário.

 

Enquanto alguns participantes franziam a testa, inconformados em participar da “parceria”, eis que aparece um bêbado, muito enjoado, gritando para ninguém aceitar nada que eles seriam enganados pelo prefeito. Os seguranças tiveram que agir rapidamente e retirar o bebum.

Reunião realizada pelo vice-prefeito, Mário Carneiro, com os moradores

 

Mário Carneiro tentou colocar, novamente, a proposta em votação, quando se ouviu uma voz lá no fundo do barracão, que provocaria nova polêmica na reunião. "E quem vai cavar a parte da rua que não estiver ninguém morando e também na frente dos terrenos baldios?"

 

Mas, para o azar das famílias do Nova Conquista a discussão não durou muito tempo. Sob "pressão" era pegar ou continuar carregando “lata dágua na cabeça”. mais alguns meses.

 

No final, sem muita alternativa, venceu mesmo a proposta do vice-prefeito: a prefeitura doará os canos e refeições e os moradores vão cavar as valas, em todas as ruas do bairro.

www.deamazonia.com.br

Tags:

Sobe Catracas

CILÉIA MESQUITA, tenente-coronel do Corpo de Bombeiros/PA

É a primeira mulher, em 27 anos, a assumir comando da Defesa Civil do Pará 

Desce Catracas

MÁRIO FILHO, prefeito de Marituba (PA)

Justiça Federal bloqueou R$ 7,4 milhões em bens do prefeito e secretária de educação, por suspeita de desvio de recursos do Fundef