Domingo, 03 de julho de 2022

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 23/05/2022

Vira meme motociata 'miada' pró-Bolsonaro em Parintins (AM)

Parintins é a cidade mais anti-bolsonarista do Amazonas

Vira meme motociata 'miada' pró-Bolsonaro em Parintins (AM) Um boneco gigante inflável de Bolsonaro, ao lado do Bumbódromo, sem o público esperado em Parintins

DEAMAZÔNIA PARINTINS, AM - Foi um fiasco uma motociata realizada no sábado (21/5), em Parintins (AM), organizada por um pequeno grupo de pessoas que apoia o presidente Jair Bolsonaro (PL). O evento foi convocado, nas redes sociais pelo coronel Alfredo Menezes, pré-candidato ao Senado e compadre do capitão, e pelo Movimento Conservador Amazonas.

 

Simpatizantes do presidente ergueram um boneco gigante inflável de Bolsonaro ao lado do Bumbódromo (palco das apresentações de Caprichoso e Garantido), mas não apareceu o público esperado.

 

O evento 'miado' dos bolsonaristas virou meme nas redes sociais. Fotos e vídeos compartilhados registraram o momento do esvaziamento da manifestação.

 

" Aqui não, em Parintins não passará", disse um dos internautas. " Tá bombando a motociata dos gados em Parintins", ironiza outro. "Pessoal se forem transitar pela praça dos bois, tome cuidado, está lotada, mal dá para transitar. Sugiro que peguem outro caminho", provocou um terceiro. 

 

Parintins é a cidade mais anti-bolsonarista do Amazonas. Em 2018, na eleição para presidente, Bolsonaro recebeu 17% dos votos dos parintinenses contra 82% de Fernando Haddad (PT). 

 

Parintins tem o maior colégio eleitoral do interior do Estado com 69.583 eleitores. Também chamada de Ilha Tupinambarana a cidade é o berço da cultura do Amazonas.

Veja alguns memes 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sobe Catracas

ALESSANDRA CAMPÊLO, deputada estadual

Apresentou projeto de 'Lei Klara Castanho', que prevê punição de servidores que violam sigilo de adoção e nascimento, no Amazonas

Desce Catracas

LIRA CASTRO, ex-presidente da Câmara de Envira (AM)

TCE reprovou as contas dele de 2018 por supostas diárias não justificadas a servidores e contratos com documentações irregulares