Domingo, 03 de julho de 2022

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 17/05/2022

Omar diz que CPI da Covid fez Bolsonaro 'comprar vacina na marra' para o povo

Incomodado com a CPI da Covid, presidente volta a disparar conta senador que rebate: ‘tá com raiva porque parou de morrer gente’

Omar diz que CPI da Covid fez Bolsonaro 'comprar vacina na marra' para o povo Bolsonaro e Omar Aziz (Fotos: Reprodução)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM – Denunciado ao Tribunal Penal de Haia, por crimes contra a humanidade, o presidente Jair Bolsonaro (PL) demostrou ontem (16/5), mais uma vez, incomodo com o resultado do trabalho da CPI da Pandemia no Congresso.

 

Num discurso raivoso e aos gritos para empresários em São Paulo, o presidente voltou a atacar ministros do Supremo Tribunal Federal, ministros do Tribunal Superior Eleitoral e também o senador Omar Aziz, que presidiu a CPI da Covid.

 

Bolsonaro disse que poderia ter acabado com a CPI em poucas semanas se tivesse atendido a uma emenda do senador. Omar rebateu a fala como fake News.

 

“O senhor disse que não aceitou uma emenda minha. Por isso, houve a CPI. Para de conversa fiada. Aja com seriedade no posto que o senhor tá. Quem é você para dizer que não aceita uma emenda? Você manda em alguns que você comanda. Não em todos, inclusive, na CPI, eu era só um. Eram 11 membros. O senhor não manda em sete. Quatro faziam o que o senhor queria”, afirmou Omar.

 

O senador afirmou que Bolsonaro era uma farsa e rebateu dizendo que presidente estava com raiva porque parou de morrer mais pessoas, após a vacinação contra a covid.

 

“Presidente, nós fizemos que o senhor comprasse vacina, na marra. O senhor não queria vacinar o povo brasileiro. Isso é o que te dá raiva. Sabe por que você está com raiva? Porque parou de morrer gente. Mas ao vez de você se preocupar com quem tá passando fome, com quem também tá desempregado, você fica fazendo conversinha, querendo jogar culpa pra terceiro. Assuma! Você está no lugar errado. Você não tinha capacidade para gerenciar e liderar esse país. Você é uma farsa. Comigo não. Aqui são três dedos mais em baixo”, conclui.

 

Ao todo, 665 mil brasileiros morreram vítimas da covid. No Amazonas, foram mais de 14 mil mortes. Bolsonaro é contra a vacinação e defendeu o uso do remédio cloroquina para o tratamento da doença.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Omar Aziz (@omaraziz.senador)

Sobe Catracas

ALESSANDRA CAMPÊLO, deputada estadual

Apresentou projeto de 'Lei Klara Castanho', que prevê punição de servidores que violam sigilo de adoção e nascimento, no Amazonas

Desce Catracas

LIRA CASTRO, ex-presidente da Câmara de Envira (AM)

TCE reprovou as contas dele de 2018 por supostas diárias não justificadas a servidores e contratos com documentações irregulares