Sábado, 21 de maio de 2022

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 25/01/2022

Wilker pede que MP apure os dados epidemiológicos da pandemia divulgados pelo Governo

Solicitação do parlamentar ocorre após o presidente do Grupo Samel, Luís Alberto Nicolau, denunciar que os números apresentados pelo Executivo são “enganadores”

Wilker pede que MP apure os dados epidemiológicos da pandemia divulgados pelo Governo Wilker Barreto, deputado estadual

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O deputado estadual Wilker Barreto encaminhou nesta segunda-feira (24.jan.2022) um ofício ao procurador-Geral de Justiça do Ministério Público do Amazonas (MPAM), Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior, solicitando que o órgão averigue, junto à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), as cópias dos registros dos Atestados de Óbitos e de Internações nas unidades de saúde de Manaus, bem como os prontuários médicos de todos os pacientes com as evoluções nas últimas 48 horas.

 

O pedido do parlamentar acontece após o presidente do Grupo Samel, Luís Alberto Nicolau, afirmar, na quinta-feira (20), que os dados epidemiológicos fornecidos pelo Executivo enganam a população acerca da realidade da pandemia.

 

Em vídeo divulgado nas redes sociais, com base nos boletins da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-RCP/AM), o gestor hospitalar confrontou as informações apresentadas pelo Governo de que as taxas de ocupação dos leitos públicos para Covid-19 estariam no limite, e aproveitou para denunciar a possível subnotificação de centenas de óbitos pela doença.

 

“Foi divulgado por um site que o Hospital 28 de Agosto estava com 100% da sua capacidade de UTI lotada. Hoje em dia, o 28 de Agosto tem apenas 12 leitos de UTI disponíveis para Covid-19. Então, é muito fácil chegar em 100% de 12. Não precisa ser nenhum grande matemático para chegar a essa conclusão”, disse o presidente da Samel.

 

Para Wilker, a apuração dos documentos solicitados é fundamental para garantir a transparência das informações do cenário pandêmico no Estado.

 

“Essas denúncias são muito graves. É preciso ter transparência nas informações do cenário pandêmico no Estado, principalmente para salvaguardar os usuários da rede pública de saúde. Por isso, peço que o MPAM apure todas essas documentações e apure a responsabilidade civil e criminal, caso tenha algo comprovado”, finalizou o parlamentar.

 

Crise do oxigênio

Em 15 de janeiro de 2021, os deputados Wilker Barreto e Dermilson Chagas ingressaram com uma representação no Ministério Público Federal do Amazonas (MPF/AM) civil e criminal contra o governador Wilson Lima (PSC) pelos possíveis crimes de improbidade administrativa e gestão temerária. A ação ocorreu em virtude das mortes nas unidades hospitalares do Amazonas por conta da crise do oxigênio, agravado com o aumento dos novos casos da Covid-19.

 

Na ocasião, os parlamentares também solicitaram que o Ministério Público do Estado do Amazonas averiguasse, junto à SES-AM, as cópias dos registros dos Atestados de Óbitos das Unidades de Saúde de Manaus, decorrentes das inúmeras mortes sem oxigênio nos hospitais.

Sobe Catracas

MARIA GABRYELLA SANTOS, atleta

Com apenas 10 anos de idade, conquistou a medalha de ouro no Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, modalidade Infantil, em São Paulo

Desce Catracas

DELEGADO FONSECA, prefeito de Oriximiná

Juiz mandou prefeito suspender portaria que reduz salário dos professores concursados de nível superior, publicada em março, assim que ele reassumiu o cargo