Sábado, 21 de maio de 2022

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 22/01/2022

Sinésio monta dossiê com denúncias que podem cassar concessão da AM Energia

Presidente da CPI visita bairros de Manaus e vai ao interior ouvir reclamações da população

Sinésio monta dossiê com denúncias que podem cassar concessão da AM Energia Sinésio monta dossiê com denúncias que podem cassar concessão da Amazonas Energia

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O presidente da CPI da Amazonas Energia na Aleam (Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas), deputado Sinésio Campos (PT), está mobilizando a população do estado a apresentar denúncias e reclamações sobre a empresa para formar um dossiê, que segundo o parlamentar, pode cassar a concessão pública da fornecedora de energia.

 

“Precisamos de você [consumidor] para formamos um dossiê para que os órgãos competentes cassem essa concessão que só tem prejudicado a população do nosso estado”, afirmou o petista, em vídeo, nas redes sociais.

 

O deputado vem fazendo reuniões da CPI Itinerante em bairros de Manaus e vai também ouvir a população do interior do Amazonas, diante de uma série de denúncias de arbitrariedade, ilegalidade e extorsão, por parte da Amazonas Energia, que a Comissão tem recebido.

 

“A população já está no limite com essa empresa privatizada por R$ 50 mil que só visa lucro, explorando e extorquindo o povo amazonense”, afirmou Sinésio Campos.

 

O presidente da CPI da Enegia informou ainda que estará no dia 4 de fevereiro, no bairro da Cidade Nova, em Manaus, em mais uma reunião da CPI itinerante, recolhendo denúncias e reclamações sobre o fornecimento de energia.

 

O primeiro município visitado será Iranduba, na Região Metropolitana.

VEJA O VÍDEO:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Sinésio Campos (@sinesiocamposam)

Sobe Catracas

MARIA GABRYELLA SANTOS, atleta

Com apenas 10 anos de idade, conquistou a medalha de ouro no Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, modalidade Infantil, em São Paulo

Desce Catracas

DELEGADO FONSECA, prefeito de Oriximiná

Juiz mandou prefeito suspender portaria que reduz salário dos professores concursados de nível superior, publicada em março, assim que ele reassumiu o cargo