Sábado, 21 de maio de 2022

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 19/01/2022

PSC inova com segmentos cristão e coletivo no Amazonas

Diretores dos novos segmentos do partido tomaram posse na noite desta quarta-feira (18), durante evento em Manaus

PSC inova com segmentos cristão e coletivo no Amazonas PSC inova com segmentos cristão e coletivo no Amazonas

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Diálogo, inclusão e diversidade deram a tônica do evento de posse dos novos diretores do Partido Social Cristão no Amazonas (PSC-AM). Entre as novidades, está a inclusão de segmentos como o PSC Coletivo, que irá atuar nas demandas macros, assim como o PSC Cristão, que buscará resgatar na política amazonense os valores de solidariedade e justiça social, pedras-fundamentais do pensamento cristão.

 

O evento, ocorrido na noite desta terça-feira (18), em uma peixaria na Zona Centro-Oeste de Manaus, contou com todos os protocolos de restrições sanitárias.

 

Sob a condução do presidente estadual do partido, Miltinho Castro, durante o evento foram empossados os novos presidentes do PSC Movimentos Coletivos Estadual, Amarildo de Souza Rodrigues; do PSC Movimentos Coletivos de Manaus, Alan Rubem Pinheiro da Silva; do PSC Mulher de Manaus, Rafaela Torres Tiradentes; do PSC Movimento Cristão Estadual, apóstolo Elizeu Rodrigues Bahia; do PSC Indígena de Manaus, Claudia Mendes Carvalho (Claudia Tikuna).

 

A ampliação no número de alas do partido elevou sua base de filiados em 175% em pouco mais de três anos, saindo de aproximadamente 8 mil para cerca de 22 mil correligionários. Este ano, a meta é ampliar substancialmente o número de integrantes, buscando capilarizar a presença e atuação em todo o estado. Hoje, o PSC conta com 13 prefeitos, cinco vice-prefeitos e 77 vereadores distribuídos em 37 municípios amazonenses.

 

O PSC Indígena, instituído no ano passado, foi criado para ampliar as discussões a cerca dos anseios e necessidades desta população, já que o Amazonas é o estado da federação que contempla o maior número de habitantes indígenas. Conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) referente ao ano de 2010, a população declarada indígena é de cerca de 170 mil pessoas.

 

“As demandas da população indígena são diversas e numerosas porque nós estamos no estado com a maior população indígena do Brasil. E essas demandas vêm da área da saúde, da educação, da sustentabilidade, da proteção territorial e oportunidade para a nossa juventude. O PSC vai atuar sendo um porta voz da demanda dos povos indígenas, levando essas demandas aos órgãos competentes e demonstrando que o PSC é um parceiro dos que executam as políticas públicas”, declarou Zenilton Mura, presidente do PSC Indígena do Amazonas.

 

A ideia ganhou apoio da sigla. Inspirado no Amazonas, o PSC nacional contará com uma ala destinada aos indígenas. 

 

Já o presidente do PSC Cristão, apóstolo Elizeu Bahia, se disse honrado de assumir a nova ala do partido e ressaltou a importância dos valores cristãos na prática de políticas públicas sociais no estado do Amazonas. 

 

“É uma grande honra para mim. Nossa contribuição vai ser sempre olhar para a classe mais pobre, mais carente da nossa sociedade. Esse é o lema, essa é a mensagem, com amor, com misericórdia e agregando os mais carentes.  Foi a grande mensagem do nosso Cristo, o amor ao próximo, chorar com os que choram, sofrer com os que sofrem e também se alegrar com aqueles que se alegram”, declarou a liderança cristã.

 

O presidente estadual do PSC, Miltinho Castro, destacou o crescimento do partido, que em pouco mais de três anos, elevou o número de filiados de 8 mil para 22 mil, um crescimento de 175%. Ele também ressaltou a criação dos segmentos, que buscam agregar diversidade, dar voz e estabelecer diálogo com diferentes segmentos sociais.

 

“Com a implementação de novos segmentos, a gente vem fazendo com que o partido se torne um partido com militância e desenvolva cada vez mais           as políticas pública para ajudar os nossos políticos com mandato a criar projetos, programas, leis e auxiliar no que for de competência nossa”, declarou o presidente do partido no Amazonas, Miltinho Castro. “É um partido que está sendo construindo com conversa, com muito dialogo”, acrescentou ao falar sobre o fórum democrático instituído internamente.

 

Presidente do PSC Jovem no Amazonas e vice-presidente do PSC Jovem Nacional, Alessandra Castro, abordou a representação da juventude, com suas demandas, em especial no campo do emprego e da renda. 

 

“O jovem do Amazonas tem muito para contribuir, mas falta apoio. Apoio, incentivo para que a gente possa chegar onde sempre sonhamos. O jovem não é o futuro do amanhã, ele é o futuro do hoje. Nossa missão é trazer cada vez mais jovens para que a gente possa integrar políticas públicas para a juventude”. Alessandra reiterou ainda que as dificuldades para a juventude fazem parte de um conceito de política antigo, mas que começa a dar sinais de mudança pelo apoio de políticos que confiam na juventude como o governador Wilson Lima.

 

A liderança estadual e nacional do PSC Jovem falou ainda sobre a postura e atuação do sub-diretório dentro do segmento juvenil. “Estamos abertos a jovens indígenas, jovens que gostam de esporte, jovens desempregados, que infelizmente temos muitos. Temos a missão de trazer esses jovens para o nosso lado para que a gente possa discutir juntos e promover políticas públicas para essa juventude dentro do PSC”, acrescentou.

 

O presidente de honra o governo do Amazonas, Wilson Lima, que não pode comparecer ao evento por uma urgência em sua agenda de governo, mandou um recado aos novos líderes e a todos os filiados do partido, desejando sucesso às novas lideranças.

Sobe Catracas

MARIA GABRYELLA SANTOS, atleta

Com apenas 10 anos de idade, conquistou a medalha de ouro no Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, modalidade Infantil, em São Paulo

Desce Catracas

DELEGADO FONSECA, prefeito de Oriximiná

Juiz mandou prefeito suspender portaria que reduz salário dos professores concursados de nível superior, publicada em março, assim que ele reassumiu o cargo