Quinta, 05 de agosto de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 08/06/2021

Bolsonaro garante à David recursos para combater efeitos da cheia e pandemia em Manaus

Presidente e prefeito de Manaus se reuniram em Brasília, nesta terça-feira (8)

Bolsonaro garante à David recursos para combater efeitos da cheia e pandemia em Manaus Bolsonaro e David Almeida (Fotos: Alan Santos / Presidência da República)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Em busca de recursos para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus e da maior cheia da história, o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), esteve nesta terça-feira (8/6), no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), em reunião com o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), que confirmou investimentos do governo federal nas áreas de Infraestrutura, Saúde, Habitação, Saneamento e Turismo do município.

 

De acordo com David Almeida, os recursos irão transformar o município e melhorar a vida da população. "O investimento será fundamental, inclusive, para a infraestrutura da nossa cidade, principalmente nas áreas mais atingidas pela cheia do rio Negro", detalhou.

 

Também participaram do encontro os secretários municipais da Casa Militar, tenente William Dias; de Finanças e Tecnologia da Informação, Clécio Freire; e da Casa Civil, Tadeu de Souza.

 

Na ocasião, Bolsonaro reiterou que o governo federal está empenhado para auxiliar as ações de reconstrução da cidade, após ataques de vandalismo de facções criminosas, e dará todo o aporte necessário à Prefeitura de Manaus.

 

Almeida também aproveitou para anunciar que, no dia 17 deste mês, a Prefeitura de Manaus lançará um pacote de obras para a recuperação da cidade. "Nosso maior objetivo é retomar a economia e impulsionar a geração de empregos", declarou o prefeito.

Sobe Catracas

LUIS FABIAN, ex-secretário interino de Educação do AM

Foi nomeado secretário de Governo do Amazonas com a função de atuar na articulação política

Desce Catracas

GERSON D'ÂNGELO, vereador de Manacapuru

MP/AM denunciou vereador por quebra de decoro, após se recusar usar máscara e agredir verbalmente servidores