Sexta, 18 de junho de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 08/06/2021

Inscrições para a Olimpíada Brasileira de Informática no AM e região Norte seguem abertas

Este ano está sendo feito uma ação conjunta entre universidade, escolas, segmentos do mercado de TI e indústrias do Polo Digital de Manaus

Inscrições para a Olimpíada Brasileira de Informática no AM e região Norte seguem abertas OBI chega a sua vigésima terceira edição procurando desmistificar a Ciência da Computação (Foto: Divulgação/OBI)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A pouco mais de um mês para a abertura oficial dos Jogos de Tóquio 2020, uma outra Olimpíada promete agitar o Amazonas, a região Norte e todo o Brasil: a OBI, Olimpíada Brasileira de Informática. Com inscrições gratuitas, a competição pretende fomentar a formação de profissionais de uma das áreas que mais cresce no mercado de trabalho, no campo da Tecnologia da Informação (TI), o chamado profissional do século XXI.

 

As inscrições estão abertas para alunos do Ensino Fundamental, Médio e Superior e podem ser feitas por professores de escolas públicas e particulares, ou por alunos diretamente, tendo oficinas de treinamento e premiação especial para a região Norte, com informações através do site www.olimpiada.icomp.ufam.edu.br .

 

Popularização da OBI no Amazonas e Região Norte

Este ano está sendo feito uma ação conjunta entre universidade, escolas, segmentos do mercado de TI e indústrias do Polo Digital de Manaus. O objetivo dessa força-tarefa é reforçar cada vez mais a formação de profissionais de informática. Para isso, é necessário tornar popular a competição, que em sua primeira etapa é regional, depois nacional e finalmente internacional.

 

“O objetivo é popularizar as Olimpíadas aqui no Amazonas e na região Norte. Esse primeiro momento é estimular a participação. As inscrições são gratuitas. É uma competição nacional e internacional. No âmbito nacional é mantida pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC), e internacional é mantida pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura)”, explica Rosiane de Freitas, professora Ph.D do Instituto de Computação da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e diretora de competições de programação da OBI na região Norte.

 

Inscrições

Para ser um dos “atletas” da Olimpíada Brasileira de Informática é muito simples. Alunos a partir do quarto ano do Ensino Fundamental até o primeiro ano do Ensino Superior podem participar, assim como as escolas. São duas modalidades: Iniciação e Programação.

 

Programação

As inscrições se encerram no próximo dia 11/06 (para escolas), e no dia 12/06 (para alunos). A competição nessa modalidade está marcada para ocorrer entre os dias 14 e 16 de junho. Com duração de duas horas, o aluno pode escolher tanto o horário da prova como se fará o teste de forma online ou na escola.

 

Iniciação

As inscrições nessa modalidade seguem até o dia 18/06 (para escolas), e 19/06 (para alunos). A competição na modalidade Iniciação está marcada para acontecer entre os dias 21 e 23 de junho, também com duração de duas horas e o aluno poderá escolher se fará a prova de forma online ou na escola.

 

Para os interessados em participar da OBI, a organização do evento montou oficinas de preparação para familiarizar os alunos à competição. A programação completa das oficinas os competidores encontram no site http://olimpiada.icomp.ufam.edu.br/ . É chegar e escolher o que o aluno/competidor quer treinar antes de entrar pra valer no game.

 

”Tudo é gratuito. É uma competição nacional e internacional. Haverá premiação especial para as escolas, professores e alunos de destaque no Amazonas e Norte (além da premiação nacional)”, revelou a professora Rosiane Freitas comentando a grande procura por parte dos alunos, mesmo em tempos de pandemia.

 

“Em 2018 e 2019 tivemos quase dois mil alunos participando da OBI, na capital e interior. Ano passado, em pandemia, tivemos mais de 300 (também capital e interior), com os estudantes participando de suas casas, o que também será possível este ano. Basta um telefone celular e acesso à Internet, para a Iniciação.E conhecimentos básicos de programação, para começar na Modalidade de Programação, com um computador e conexão de Internet. Este ano queremos um número bem maior, sabendo que ainda estamos em tempos difíceis e com escolas em modo híbrido (ou totalmente virtual)”, ponderou.

 

XXIII edição da OBI

A OBI chega a sua vigésima terceira edição procurando desmistificar a Ciência da Computação. Muitos imaginam que para se embrenhar no mercado da tecnologia é preciso ser um “nerd” ou um gênio para escrever códigos. Nada disso, como comenta a professora Rosiane Freitas.

 

“É uma competição de informática, de computação, que é muito similar à de matemática, no sentido que trata o raciocínio lógico, mas o raciocínio estruturado, o dito pensamento computacional. Habilidade de resolver problemas e que acaba resultando também em uma habilidade técnica em áreas de TI. E isso tudo trabalha a habilidade do profissional do século 21. E, hoje, a academia e o mercado tecnológico desejam esses profissionais”, concluiu.

Sobe Catracas

ALEXANDRE FELIPE, professor da rede municipal de Manaus

Conquistou 2º lugar em prêmio nacional 'Diamante da Educação' por projeto que transforma lixo em instrumento de percussão para alunos

Desce Catracas

AIRTON SOUZA, vereador de Monte Alegre (PA)

Vereador é acusado de ameaçar oficial de Justiça e um sargento da PM, após receber intimação para audiência de conciliação de um processo agrário