Terça, 02 de março de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 23/02/2021

Caprichoso canta toadas vermelhas para homenagear Paulinho Faria

Bois Garantido e Caprichoso se encontraram para uma despedida épica de um dos maiores nomes da história do Festival de Parintins

Caprichoso canta toadas vermelhas para homenagear Paulinho Faria Caprichoso canta toadas vermelhas para homenagear Paulinho Faria (Fotos: Arleison Cruz e Pedro Coelho)

DEAMAZÔNIA PARINTINS, AM - Solidariedade não tem cor. O Boi Caprichoso dançou em homenagem ao ex-apresentador do Boi Garantido, Paulinho Faria, 61 anos, quando o cortejo fúnebre passou em frente ao curral Zeca Xibelão, por volta das 12h, desta terça-feira (23).

 

O azul e o vermelho se encontraram para fazer uma despedida épica a um dos maiores nomes da história do Festival Folclórico de Parintins, que faleceu em Manaus, vítima de complicações da Covid-19. 

 

Pela primeira vez na história, o Boi Caprichoso entoou toadas do Boi Garantido no curral Zeca Xibelão para prestar reverência a Paulinho Faria. O bumbá azul, com o tripa Marquinhos Azevedo, prestou condolências aos familiares do ídolo vermelho: a irmã Graça Faria, a esposa, Paula Faria, a filha Bel Faria, o sobrinho João Paulo Faria e à nação encarnada, representada pelo presidente, Antônio Andrade Barbosa. 

As toadas foram interpretadas pelo apresentador do Caprichoso, Edmundo Oran, pelo tripa Marquinhos Azevedo, e pela levantadora de toadas, Paula Gomes. Paulinho Faria dedicou 26 anos de sua vida ao item de apresentador do Garantido.  

 

O diretor artístico e conselheiro de artes do Caprichoso, Edwan Oliveira, declarou que a história de Paulinho Faria perpassa pela história do Festival Folclórico de Parintins. "Nada mais justo do que homenagear uma das maiores personalidades de nossa festa, era mínimo que poderíamos fazer. A nação azul e branca o admira como artista e como pessoa, um ser iluminado", pontuou. 

 

Para o presidente do Boi Caprichoso, Jender Lobato, a contribuição de Paulinho ultrapassa a rivalidade entre as torcidas. "Ele ajudou o festival a ganhar a dinâmica de apresentação que temos hoje, alavancou a disputa entre os bumbás na arena do Bumbódromo e fez história durante todos esses anos. Merece todas as nossas homenagens", enfatizou.

 

Na era da conectividade, o Boi Caprichoso, em nota de pesar no dia 22 de fevereiro, realizou um ato inédito: marcou o Boi Garantido nas redes sociais, em um sinal de respeito e carinho pelo grande artista que partiu para a eternidade. 

Sobe Catracas

MARIVELTON BARROSO, líder da etnia Baré

Venceu prêmio internacional da Revista Vanity Fair, que homenageia personalidades que mais se destacam pelo mundo, com projetos inovadores de turismo suntentável

Desce Catracas

DILMA SERRÃO, ex-prefeita de Belterra (PA)

TCU reprovou as contas e condenou ex-prefeita a devolver R$ 100 mil ao MEC, por não comprovar recursos do FNDE, recebidos em 2015