Terça, 02 de março de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 23/02/2021

Ex-prefeito de Codajás pede que Câmara Municipal lhe conceda pensão vitalícia

Abraham Lincoln baseia pedido em Lei Municipal; o médico e ex-prefeito tem condenações por Improbidade Administrativa no TCU

Ex-prefeito de Codajás pede que Câmara Municipal lhe conceda pensão vitalícia Abraham Lincoln foi prefeito de Codajás por quatro mandatos (Foto: Divulgação)

DEAMAZÔNIA CODAJÁS, AM - O ex-prefeito de Codajás (a 240 quilômetros de Manaus), o médico Abraham Lincoln, entrou com Requerimento na Câmara Municipal, no dia 4 de janeiro, solicitando que vereadores aprovem o pagamento de pensão vitalícia a ele, inerente ao cargo de chefe do Executivo Municipal que ocupou. 

 

O pedido do ex-prefeito é baseado em Lei Orgânica Municipal, que no artigo 6º estabelece que “é devido a ex-prefeitos e ex-vereadores, com mais de três mandatos pensão mensal equivalente a 50% da remuneração [de cada cargo]”.

 

O ex-chefe do Executivo cobra que o pagamento comece a ser feito com data retroativa, a contar do do mês de janeiro de 2021. Ou seja, o seu salário já está com atraso. 

 

Abraham Lincoln foi prefeito por quatro mandatos (2001-2004/ 2005-2008/ 2013-2016/ 2017-2020).

 

O documento também foi enviado ao atual prefeito, Antonio Ferreira do Santos, o Tonho (PP).

 

O ex-prefeito Abraham Lincoln acumula diversas por improbifade, uma delas no Tribunal de Contas da União (TCU), de inelegibilidade, devolução de dinheiro público e perda de mandato.

VEJA O DOCUMENTO DO EX-PREFEITO

Sobe Catracas

MARIVELTON BARROSO, líder da etnia Baré

Venceu prêmio internacional da Revista Vanity Fair, que homenageia personalidades que mais se destacam pelo mundo, com projetos inovadores de turismo suntentável

Desce Catracas

DILMA SERRÃO, ex-prefeita de Belterra (PA)

TCU reprovou as contas e condenou ex-prefeita a devolver R$ 100 mil ao MEC, por não comprovar recursos do FNDE, recebidos em 2015