Terça, 19 de janeiro de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 12/01/2021

Morre reitor do Ifam, professor Venâncio, vítima da Covid-19

Reitor estava internado desde o dia 26 de dezembro

Morre reitor do Ifam, professor Venâncio, vítima da Covid-19 Professor Antônio Venâncio Castelo Branco, reitor do Instituto Federal do Amazonas (Ifam) - (Foto: Divulgação/Ifam)

MANAUS, AM - Morreu, na noite desta segunda-feira (11), o professor Antônio Venâncio Castelo Branco, reitor do Instituto Federal do Amazonas (Ifam) desde 2015. Ele estava internado, com Covid-19, desde o dia 26 de dezembro.

 

A morte foi anunciada na noite de ontem, em Nota Oficial do Ifam.

 

"Um ser humano integro, que honrou a comunidade do IFAM com seu trabalho incansável, dedicado e humano com todos nós. Deixa um grande legado para a Educação do Estado do Amazonas", diz trecho do texto.

 

Venâncio era engenheiro civil de formação e mestre em Engenharia de Produção.

 

O professor Venâncio teve forte participação na interiorização da instituição e por levar qualidade a muitos jovens e adolescente do Estado.

 

Nota de pesar do Ifam
Na noite desta segunda-feira, dia 11 de janeiro de 2021, recebemos com grande tristeza a noticia do falecimento do Reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas, o professor Antonio Venâncio Castelo Branco. Um ser humano integro, que honrou a comunidade do IFAM com seu trabalho incansável, dedicado e humano com todos nós. Deixa um grande legado para a Educação do Estado do Amazonas.

 

Nesse momento de imenso pesar, a comunidade do IFAM externa os sentimentos de solidariedade com a família e amigos do nosso estimado Reitor. Que Deus o receba no descanso eterno, assim como foi a crença do nosso Magnifico durante toda sua vida.

Sobe Catracas

JOÃO DORIA, governador de São Paulo

Teve a iniciativa de mandar produzir a Coronavac e enviou 50 mil doses para vacinar profissionais de saúde do Amazonas contra a covid-19

Desce Catracas

BRUNO RAMALHO, prefeito de Carauari (AM)

Inaugura Centro de Tratamento Precoce, fazendo aglomeração, para distribuir 20 mil ivermectina, remédio chamado de inútil pelos cientistas e Anvisa