Terça, 26 de janeiro de 2021

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 11/01/2021

Marcelo Ramos anuncia que governador Caiado vai contribuir com oxigênio para Amazonas

Ronaldo Caiado, que é médico, informou que recebeu o ofício de Lima no final desta tarde. 

Marcelo Ramos anuncia que governador Caiado vai contribuir com oxigênio para Amazonas Deputado federal Marcelo e governador Ronaldo Caiado (DEM-GO) Ramos (PL-Am) e

DEAMAZÔNIA BRASÍLIA - Ao chegar, hoje, ao Palácio das Esmeraldas, sede do governo goiano, o deputado federal Marcelo Ramos (PL-Am) teve a confirmação do governador Ronaldo Caiado (DEM-GO) de que amanhã mesmo irá providenciar cilindros de oxigênio para ajudar a suprir a demanda do Amazonas, que se encontra em situação dramática por conta da alta de casos de COVID-19. 

 

“Quando chegamos ao palácio, fomos logo informados pelo governador Ronaldo Caiado de que ele havia recebido ofício do governador do Amazonas, Wilson Lima. E se prontificou em providenciar ajuda com envio de cilindros de oxigênio ao nosso estado”, disse Ramos.

 

Ronaldo Caiado, que é médico, informou que recebeu o ofício de Lima no final desta tarde. 

 

“Como médico e governador, já determinei que meu secretário de Saúde tome todas as providências no sentido de fazer chegar ao Amazonas o mais rápido possível tudo que for necessário para atender com dignidade os amazonenses. Vocês podem contar comigo, disse Caiado, ao dirigir-se à população do estado. 

 

Os deputados federais Marcelo Ramos e Arthur Lira (PP-AM), candidato a presidente e a vice da Câmara, além de uma uma comitiva de deputados e apoiadores, estão em viagem pelo Brasil para ouvir demandas dos parlamentares em suas bases e para discutir as ações caso a chapa seja vencedora.

Sobe Catracas

JAIZA FRAXE, juíza federal do Amazonas

Reteu lotes da AstraZeneca/Oxford e só vai autorizar imunização, em Manaus, após Prefeitura comprovar transparência na vacinação

Desce Catracas

EDUARDO PAZUELLO, general e ministro da Saúde

PGR pediu abertura de inquérito no STF contra o ministro, devido mortes de pacientes, por falta de oxigênio, em tratamento de covid-19, em Manaus