Terça, 24 de novembro de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 15/11/2020

Sistema do TSE apresenta problema na divulgação de resultados da apuração

TSE informou, em Nota Oficial, que está tentando solucionar o problema, mas negou que o problema tenha relação com ataque cibernético sofrido hoje (15)

Sistema do TSE apresenta problema na divulgação de resultados da apuração (Foto: Divulgação)

BRASÍLIA - Mais de uma hora após o início da apuração dos votos, o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aparece com instabilidades, ficando fora do ar para alguns usuários. O TSE informou, por meio de Nota Oficial, que está tentando solucionar o problema, mas negou que o problema tenha relação com ataque cibernético sofrido hoje (15/11). 

 

“O problema está sendo resolvido pelos técnicos, para a retomada mais célebre do processo de divulgação. Ressaltamos que não há nenhuma relação com o vazamento de dados pessoais de servidores e nenhuma relação com a tentativa de ataque cibernético registrado pela manhã”, diz trecho da nota do TSE.

 

Segundo a jornalista Juliana Dal Piva, da Época, afirmou pelo Twitter, o presidente do TSE, ministro Luis Roberto Barroso, deve dar uma entrevista coletiva para comunicar o motivo do atraso na divulgação dos dados. Segundo Dal Piva, a apuração está sendo feita e o atraso é apenas na divulgação. 

 

Durante a semana, o sistema tribunal sofreu um ataque hacker, segundo afirmou o presidente da corte, Luís Roberto Barroso. "Houve de fato uma tentativa de ataque hoje, com quantidade de acessos massivos para neutralizar o sistema. E não foi bem sucedido", disse Barroso.

 

"Houve uma notícia de que teria havido vazamento dos dados dos servidores. Dos funcionários. Houve notícia que teria havido vazamento de dados dos funcionários do TSE. Isso não é produto de um ataque atual, é um ataque antigo, que ainda não fomos capazes de precisar. Não sabemos se antigo há dez dias ou cinco anos", completou. Segundo a Polícia Federal (PF), o ataque hacker surgiu de Portugal.

Sobe Catracas

ERLON ROCHA, vereador eleito de Santarém

Empresário do ramo naval foi o vereador mais votado, em Santarém (PA), obtendo 4.397 mil votos.

Desce Catracas

SAULLO VIANNA, deputado estadual

Alvo da operação da PF que apura suposto desvio de recursos federais do Fundeb em licitações da Prefeitura de Presidente Figueiredo