Quinta, 22 de outubro de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 17/10/2020

Novo PGJ fala em concurso para promotor de Justiça e que prepara posse dos aprovados de 2016

Alberto Nascimento Júnior tomou posse como chefe do MP/AM nesta sexta-feira (16) e deu sua primeira entrevista hoje (17)

Novo PGJ fala em concurso para promotor de Justiça e que prepara posse dos aprovados de 2016 Em primeira entrevista, novo PGJ fala à imprensa das prioridades da gestão (Foto: Jhualissom Veiga - ASCOM/MPAM)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O procurador-Geral de Justiça, Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior, concedeu sua primeira entrevista já empossado no cargo. Ele foi sabatinado por vários veículos de imprensa, em uma videoconferência para qual foram convidados sites, jornais impressos, emissoras de rádio e tv.

 

Sobre a atuação do MP/AM no interior, Alberto Nascimento Junior informou que já começou a fazer o levantamento da situação financeira da instituição para que, inicialmente, dê posse a novos promotores que foram aprovados ainda no concurso realizado em 2016, que ainda tem nove membros a tomarem posse.

 

E anunciou que farão um planejamento para a realização de novo concurso para promotor de Justiça. "Nós precisaremos de pelo menos mais quinze a vinte novos promotores para que o MP possa servir todo o interior", disse o novo PGJ.

 

Sedes próprias e melhoria na estrutura física das promotorias no interior também foram anunciadas como parte das prioridades. Além do mais, a estrutura tecnológica, que passa por aparelhamento e conectividade das promotorias. Tudo vai passar pelo estudo de viabilidade financeira.

 

PRIORIDADES DA GESTÃO

Ao responder as perguntas, Alberto Júnior começou já enfatizando suas prioridades de gestão. Combate à corrupção e aperfeiçoamento profissional foram os primeiros itens falados. Na ocasião, o chefe do Ministério Público do Amazonas apresentou o chefe do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (CEAF) que é o órgão da instituição responsável pelos eventos de formação destinados a membros e servidores.

 

O promotor de Justiça Alessandro Samartin será o responsável por comandar o órgão na gestão atual.

 

"O maior desafio, como procurador-geral, é investir na maior qualificação, dentro do Ministério Público, dos seus membros e seus servidores. Para que a gente possa buscar, na área do conhecimento, o diferencial na nossa instituição", afirmou Alberto Júnior.

 

Infância e Juventude também rendeu uma fala especial do Procurador-Geral. Quando foi perguntado sobre o que o MP pode fazer em relação à situação das crianças de rua que vivem nas ruas de Manaus, principalmente, Alberto Júnior informou que vai tratar diretamente com a coordenação do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Infância e Juventude.

 

O coordenador do Centro deverá ser definido até a próxima segunda-feira, dia 19. Mas já adiantou que o MP vai se aproximar dos órgãos públicos, municipais e estaduais, que cuidam dessa área para que prestem contas sobre as políticas adotadas para o bem-estar das crianças e adolescentes.

 

Veja os principais trechos da entrevista coletiva do Procurador-Geral de Justiça no canal do MPAM na plataforma YouTube. (clique aqui)

Sobe Catracas

ADRIANA RIBEIRO, professora da rede municipal de Manaus

Professora da zona rural foi destaque no quadro do Fantástico, “Mulheres Fantásticas”, por qualidade de ensino durante a pandemia

Desce Catracas

JOSINO FILHO, prefeito de Alenquer

Justiça Eleitoral manteve multa de R$ 30 mil ao prefeito por propaganda eleitoral antecipada no Facebook