Sábado, 31 de outubro de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 23/09/2020

Fotógrafa de Manaus retrata fase de isolamento na quarentena em curta-metragem

Intitulado "Isolada", o filme foi todo gravado por Lisi Moreira dentro de casa nos meses de abril e maio

Fotógrafa de Manaus retrata fase de isolamento na quarentena em curta-metragem Fotógrafa Lisi Moreira produziu o curta-metragem "Isolada" (Foto: Divulgação)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A pandemia pegou o mundo de surpresa e fez a vida ser observada por outra ótica, de dentro para fora. Manaus vivenciou seu ápice de contaminação e mortes nos meses de abril e meio, período em que muitas pessoas obedeceram ao isolamento e não saiam de casa. A fotógrafa, Lisi Moreira, não só refletiu, como também expressou tudo o que estava sentindo em um curta-metragem que foi divulgado no youtube na última terça-feira (22/9).

 

Intitulado “Isolada”, o filme foi todo gravado por Lisi dentro de casa nos meses de abril e maio. Segundo a diretora, a intenção era retratar todos os sentimentos de viver o isolamento social.

 

“Eu fico feliz que de alguma forma o filme resgate algo nos expectadores, esses momentos foram difíceis para todos. Essa foi a minha intenção, mostrar o quanto foi maçante, cansativo, entediante, solitário (para muitos), vivenciamos isso tudo juntos e ao mesmo tempo separados”, afirma.

 

Produção em casa

Lisi Moreira aproveitou a solidão do isolamento para registrar em vídeo os momentos que foram muito comuns a todos que passaram pelo processo, desta forma o expectador acaba se identificando em algum momento com o filme. Moreira por ser fotógrafa e editora de vídeos, fez tudo sozinha, inclusive é única personagem do “Isolada”.

 

O jornalista Maurício Sanches viu o curta-metragem documental e ressalta que se emocionou, pois se viu em muitos momentos ao ponto de resgatar memórias do período de isolamento.

 

“Quando o audiovisual desperta algo no expectador, o objetivo é alcançado. Eu me vi nas cenas do filme “Isolada” e todo aquele sentimento de frustração, angústia, medo, tédio e tantos outros sentimentos e acabei revivendo. Claro que tem todo um olhar artístico sobre as coisas que a Lisi também passa pelas lentes, pois a fotografia do filme está ótima” , afirma Sanches.

 

 A diretora

Lisi Moreira é fotógrafa, editora de vídeo e, além de “Isolada”, já produziu vídeos para artistas locais e para o projeto ”Biscoito Reflexivo” apresentado pela produtora cultural, Audiane Arruda.

Assista “Isolada”:

Sobe Catracas

KÁTIA SCWEICKARDT, secretária municipal de educação de Manaus

Foi homenageada, na Alem, com Medalha do Mérito Educacional, pela contribuição à frente da Secretaria de Educação

Desce Catracas

JAIRO PIMENTEL, ex-diretor do SAAE em Boa Vista do Ramos (AM)

Foi multado em R$ 86,4 mil pelo TCE-AM devido irregularidades, em 2017, como ausência de licitação e abastecimento de veículos não oficiais