Sábado, 31 de outubro de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 22/09/2020

Na ONU, Bolsonaro diz que pagou auxílio emergencial de mais de R$ 5 mil

Presidente disse que foi pago “1 mil dólares" por auxílio emergencial que corresponde a R$ 5.400 para cada brasileiro

Na ONU, Bolsonaro diz que pagou auxílio emergencial de mais de R$ 5 mil  Bolsonaro, na terça-feira, 22/09, em discurso online na abertura da Assembleia Geral da ONU (foto: vídeo/reprodução)

BRASÍLIA - Em seu discurso na abertura da Assembleia Geral da ONU realizado há pouco, o presidente da República, o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), afirmou que concedeu auxílio-emergencial de aproximadamente “1 mil dólares para 65 milhões de famílias”.

 

O valor de hoje do dólar é de R$ 5,42. Ou seja, cada família teria de ter recebido em média R$ 5.420 do governo para se ter o valor que Bolsonaro afirmou ter concedido.

 

De maneira marota, o presidente do Brasil não disse se esse valor era mensal ou total. Mesmo sendo um valor total do auxílio, até o momento foram pagos 4 parcelas de 600 ou 1.200. Mesmo que todos os beneficiários tivessem recebido os R$ 1.200 (e só aproximadamente 20% receberam isso) o valor total seria de R$ 4.800. A verdade é que a média total dos pagamentos não chega sequer a 500 dólares.

 

Além da mentira em discurso internacional, Bolsonaro ainda disse que a responsabilidade pelos incêndios nas florestas brasileiras é “do caboclo e do índio que queimam a mata para poder sobreviver”. E que “o nosso Pantanal com área maior do que muitos países europeus sofre dos mesmos problemas da Califórnia”.

 

Bolsonaro ainda afirmou que o Brasil sofreu um ataque no ano passado pelo derramamento de óleo da Venezuela no Nordeste e que o Brasil é um exemplo em direitos humanos por receber 4 mil venezuelanos oriundos da ditadura bolivariana.

 

Nos momentos finais do discurso, registrou que é contra a Cristofobia (sem obviamente explicar o que é isso) e que o Brasil é um país cristão e conservador.

O ESTADÃO CHECOU A VERDADE PARA VOCÊ. 

Sobe Catracas

KÁTIA SCWEICKARDT, secretária municipal de educação de Manaus

Foi homenageada, na Alem, com Medalha do Mérito Educacional, pela contribuição à frente da Secretaria de Educação

Desce Catracas

JAIRO PIMENTEL, ex-diretor do SAAE em Boa Vista do Ramos (AM)

Foi multado em R$ 86,4 mil pelo TCE-AM devido irregularidades, em 2017, como ausência de licitação e abastecimento de veículos não oficiais