Domingo, 20 de setembro de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 03/08/2020

Vice denuncia prefeito do Careiro ao MP/AM por enriquecimento ilícito

Nathan Macena diz não possuir bens, mas Tay Lira afirma que prefeito tem patrimônio milionário não declarado

Vice denuncia prefeito do Careiro ao MP/AM por enriquecimento ilícito Prefeito Nathan Macena declarou não possuir bens; casa do condomínio Portugal, em Manaus, pertenceria ao prefeito

DEAMAZÔNIA CAREIRO, AM - O vice-prefeito do município de Careiro (distante a 102 quilômetros de Manaus), José Renato Freitas Lira, o Tay Lira (SD), denunciou o prefeito Nathan Macena (PROS) ao Ministério Público do Amazonas (MP/AM), por suposto enriquecimento ilícito e por enganar a Justiça Eleitoral, a Justiça Federal e a Câmara de Vereadores, ao declarar ser 'pobre' e de não possuir “nenhum bem registrado”. 

 

A denúncia foi encaminhada à procuradora-geral do Estado, Leda Mara Albuquerque e protocolada no dia 17 de julho, deste ano. VEJA a denúncia aqui feita ao MP.  

 

Na eleição de 2016, Nathan declarou a Justiça Eleitoral não possuir nenhum bem, isso depois de ser o secretário de Finanças do ex-prefeito do Careiro, Joel Lobo, por oito anos e de também ser o braço direito do ex-prefeito Hamilton Vilar, ocupando o cargo secretário de Finanças e tesoureiro, nos dois mandatos dele. Villar foi condenado pela Justiça a 27 anos de prisão por corrupção. VEJA declaração no site divulgacand do TSE  aqui. 

 

Por três anos consecutivos, o prefeito declara à Câmara Municipal do Careiro também ser 'pobretão' e não ter patrimônio.

O vice prefeito Tay Lira afirmou que em 2018, o prefeito comprou uma residência, à época, avaliada em R$ 750 mil, em um condomínio de luxo de Manaus. O vendedor do imóvel, segundo a denúncia, foi Heber Tavares Câmara.

 

Tay Lira ressalta que fotos publicadas pelo próprio prefeito e por familiares, nas redes sociais, mostram na garagem da casa no Condomínio Portugal, bairro Flores, em Manaus, uma caminhonete modelo triton(ano 2017/2018) e um Honda Civic Sedã (ano 2015/16). Ambos os carros estão registrados no Detran em nome de Nathan Macena, descreve o vice. Veja aqui os documentos dos carros modelo triton e Honda Civic Sedã no Detran. 

A homologação de um acordo judicial mostra uma ação da empresa Energia Participação e Representações contra Nathan e Heber Câmara. É que Heber antes de dar plena quitação a aquisição do imóvel no condomínio Portugal [em contrato de compra e venda com a empresa]  ter vendido a residência para o prefeito do Careiro. VEJA aqui a homologação feito na Justiça entre a empresa Energia, Nathan e Heber. 

Ainda segundo a denuncia mesmo em sua última declaração de bens patrimoniais, em 2019, feito a Câmara Municipal do Careiro, o prefeito Nathan Macena afirmou novamente não possuir posses.

 

Em 2018, na sede do município, Nathan também construiu uma casa de dois pisos, na orla do rio Castanho, sem qualquer avaliação da Prefeitura, licença ou liberação prévia dos órgãos ambientais, como por exemplo, o IPAAM. A legislação ambiental do Estado proíbe construções com menos de 50 metros da margem de rios.

Condenado e executado pela Justiça Federal em janeiro de 2019, no processo 000188945-43.2018.4.01.3200, o juiz federal Wendelson Pereira Pessoa suspendeu um bloqueio de bens contra o prefeito do Careiro pelo fato de Nathan ter declarado não possuir nada. O magistrado interrompeu a execução, a pedido da defesa, por considerar que o prefeito não possuia 'capacidade financeira'. VEJA aqui a decisão da Justiça Federal. 

O vice diz ainda que o salário mensal que o prefeito recebe não corresponde com o patrimônio que ele esconde dos órgãos de controle e da Justiça.

 

“Desde janeiro de 2017 até abril do ano corrente [2020], mesmo sem qualquer patrimônio declarado, o que não possibilitaria atestar outra fonte de renda que não pelo exercício do cargo de prefeito municipal, o Sr. Nathan Macena de Souza recebeu a título de remuneração integral a quantia de R$ 462.765,93, motivo pelo qual procedo com a presente denuncia, dada a disparidade financeira apresentada pelo prefeito municipal do Careiro, entre o que declara perante os órgãos de fiscalização e o que efetivamente o mesmo vem usufruindo como patrimônio próprio, o que tem causado enorme revolta junto a população deste município”, acrescenta Tay Lira. VEJA aqui o salário mensal do prefeito. 

 

Na eleição de 2016, o vice-prefeito do Careiro declarou a Justiça Eleitoral possuir bens avaliados em R$ 180 mil.  

 

O Portal DeAMAZÔNIA tenta contato com o prefeito Nathan Macena, desde ontem (3), no telefone celular com final 43, mas as ligações nao foram atendidas. A reportagem também enviou mensagens via aplicativo whatsApp, mas não obteve retorno.   

Veja trecho da denuncia ao MP/AM. 

REDAÇÃO DEAMAZÔNIA

(92) 99229 8831 

[email protected]

Sobe Catracas

ORMY DA CONCEIÇÃO BENTES, desembargadora do AM

Magistrada foi eleita presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT11), para biênio 2020/2022

Desce Catracas

CHICO COSTA, ex-prefeito de Carauari

TCE-AM multou o ex-prefeito em R$134,6 mil por convênio irregular firmado com a Seduc em 2014