Sexta, 14 de agosto de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 02/08/2020

Prefeitos de Tabatinga e Nhamundá vão gastar 2,4 milhões em merenda e material escolar, mesmo sem aulas

Saul Bemerguy pretende gastar R$ 1,6 milhão e Nenê Machado R$ 798 mil

Prefeitos de Tabatinga e Nhamundá vão gastar 2,4 milhões em merenda e material escolar, mesmo sem aulas Saul Bemerguy e Nenê Machado (Foto: Reprodução)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Com as aulas presenciais suspensas há cinco meses em razão da pandemia da Covid-19, o prefeito de Tabatinga e o prefeito de Nhamundá Nenê Machado, pretendem gastar, ao todo, R$ 2,4 milhões com merenda e material escolar, ainda este ano.

 

As publicações, com os referidos contratos, constam no Diário Oficial dos Municípios (DOM), edição dos dias 17 e 27 de julho.

 

A informação é do site Amazonas 1.

 

Em Tabatinga, Saul Bemerguy deve gastar R$ 1,6 milhão na aquisição de merenda escolar para alunos da rede municipal, em licitação que teve cinco empresas vencedoras, na modalidade Pregão Presenciais.

 

Segundo site Amazonas 1, venceram a licitação da Prefeitura de Tabatinga JOSÉ CARLOS GOMES DA COSTA – EPP (R$ 2.052,00); LUCAS E TAVERA CONSTRUÇÕES LTDA. – ME (R$ 9.912,60); H A DE AGUIAR COMERCIAL (R$ 1.135.779,00); JUSCLEIA FARIAS DE CASTRO – ME (R$ 204.674,50); W SANTOS CHAVES – EPP (R$ 332.764,10).

 

Já em Nhamundá, o prefeito Nenê Machado pretende gastar R$ 798,9 mil em material escolar. No dia 27 de julho foi publicada a homologação o processo de licitação que teve como vencedora a B FEIJÓ GONÇALVES (CNPJ 29.285.448/0001-80).

 

Ainda de acordo com a matéria do site Amazonas 1, a empresa vencedora em Nhamundá, no entanto, tem como especialidade o “comércio varejista de ferragens e ferramentas”.

Sobe Catracas

ARLINDO NETO, cantor

Estreou em grande estilo, em apresentação solo, seguindo legado do pai

Desce Catracas

DELEGADO PABLO OLIVA, deputado federal

Investigado por usar mãe e irmão como laranjas em suposto esquema de corrupção