Quarta, 12 de agosto de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 07/07/2020

Após 98 dias atendendo síndromes respiratórias, UBS fluvial retorna a zona rural de Parintins

UBS atenderá os moradores da região da Valéria nos dias 6, 7 e 8 de julho; dia 9 na Betel e Betessemes; e no dia 10 de julho na São Paulo da Valéria

Após 98 dias atendendo síndromes respiratórias, UBS fluvial retorna a zona rural de Parintins UBS fluvial retorna a zona rural (Foto: PMP)

DEAMAZÔNIA PARINTINS, AM - Após 98 dias de trabalhos voltados a síndromes respiratórias na rampa do Mercado Central de Parintins, a Unidade Básica de Saúde Fluvial Ligia Loyola retomou nesta segunda-feira (06) suas atividades direcionadas às comunidades rurais. Foram exatamente 3.862 procedimentos relacionados à suspeitas de coronavírus ou no encaminhamento de pacientes da zona rural s unidades de referência.

 

A UBS saiu de Parintins na tarde desta segunda-feira (6) e atenderá os moradores da região da Valéria - comunidade Santa Rita, nos dias 6, 7 e 8 de julho; dia 9 na Betel e Betessemes; e no dia 10 de julho na São Paulo da Valéria.

 

Adna Batalha, diretora da UBS fluvial avaliou positivamente o trabalho desenvolvido nos quase 100 dias de pandemia no atendimento à população. "Prefeitura, Secretaria de Saúde e toda equipe fizeram um trabalho importantíssimo. O retorno à zona rural é de grande expectativa e estamos indo preparados com nossos profissionais, equipamentos e medicamentos para o reencontro com nossos ribeirinhos", destacou.

Andrey Rohjas afirmou que é com felicidade o retorno às comunidades que também têm necessidade de assistência de qualidade. "Nossa equipe está indo 100% preparada. A vontade de todos é grande e a vontade de ajudar é maior ainda", destacou o profissional.

 

O secretário de Saúde, Clerton Rodrigues Florêncio, em nome da gestão municipal, agradeceu a todos os servidores da saúde que continuam desenvolvendo um brilhante trabalho durante a pandemia do novo coronavírus. "A atuação da UBS fluvial é um prosseguimento dessas ações contra o coronavírus que também tem chegado às comunidades do interior", salientou.

Sobe Catracas

BETO NICOLAU, presidente da Samel

Após eficácia da empresa no tratamento contra a covid-19, empresário foi a Parintins doar cestas básicas a Igreja Católitca

Desce Catracas

SAUL BEMERGUY, prefeito de Tabatinga (AM)

Fez licitação milionária para comprar merenda escolar mesmo com escolas municipais sem atividades letivas