Sexta, 10 de julho de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 30/06/2020

Decotelli pede demissão e Bolsonaro aceita, diz CNN Brasil

O ‘quase’ ministro e agora ex-ministro da Educação foi acusado de fraudar curriculum

Decotelli pede demissão e Bolsonaro aceita, diz CNN Brasil Carlos Alberto Decotelli

DEAMAZÔNIA BRASÍLIA - O ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, que teve sua nomeação publicada no Diário Oficial da União na quinta-feira (25/6), pediu demissão do cargo hoje (30), durante reunião com o presidente Jair Bolsonaro.

 

A informação é da CNN Brasil. Bolsonaro aceitou o pedido de demissão do quase ministro e agora ex-ministro da Educação. Decotelli tomaria posse nesta terça, mas a cerimônia foi adiada.

 

O escandalo de que Decotelli teria fraudado o seu currículo, que incluia doutorado (na Argentina) e pós-doutorado (na Alemanha), porém, inexistentes, foram o motivo da demissão. O 'quase ministro também foi acusado de fazer plágio de sua dissertação de mestrado.  

 

 A  Universidade de Wüppertal, na Alemanha e a Universidade Nacional de Rosário, na Argentina, desmentiram Decotelli.

Sobe Catracas

WILSON JÚNIOR, bailarino e coreógrafo

Amazonense leva para o Brasil a cultura do estado com projeto de oficinas de danças afro-americanas e boi-bumbá

Desce Catracas

ADAIL FILHO, prefeito de Coari

Afroxou medidas de prevenção a Covid-19 e Coari é o município do interior do Amazonas mais infectado, com o dobro de casos de Manacapuru