Sexta, 10 de julho de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 29/06/2020

Manaus é a segunda melhor do Brasil em transparência de gastos com a Covid-19

Capital do Amazonas ficou atrás somente de João Pessoa (PB); ranking foi divulgado nesta segunda (29)

Manaus é a segunda melhor do Brasil em transparência de gastos com a Covid-19 Gestão do prefeito Arthur Neto ficou em segundo lugar (Foto: Alex Pazuello/Semcom)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A organização não governamental Transparência Internacional aponta Manaus como a capital que mais cresceu em transparência com gastos relacionados ao combate à Covid-19. Com aumento de 63 pontos em relação ao primeiro levantamento realizado pela ONG, no mês passado, Manaus chegou a 94,9 pontos, índice considerado “Ótimo”, ficando atrás apenas de João Pessoa (PB), que atingiu a pontuação máxima (100 pontos).

 

O ranking foi divulgado nesta segunda-feira (29/6), e é considerado um dos principais índices de transparência de gastos de municípios e Estados com a pandemia do novo coronavírus.

 

Para o prefeito Arthur Virgílio Neto, o resultado do levantamento feito entre 15 e 18 de junho atesta a responsabilidade da Prefeitura de Manaus no gasto de recursos públicos. “Transparência é uma marca da nossa gestão. Antes mesmo da pesquisa da ONG Transparência Internacional, nós já tínhamos o site com informações específicas sobre a Covid-19, mas alguns itens não foram contemplados no primeiro levantamento, e fizemos de tudo para que chegássemos ao nível de excelência atingido nesta segunda rodada”, celebrou o prefeito.

 

De acordo com o controlador-geral do Município, Arnaldo Flores, a Prefeitura de Manaus foi além do solicitado pela Lei Federal nº 13.979/2020, que regulamentou as medidas para enfrentamento à pandemia com transparência. O município inseriu todas as informações pertinentes a um contrato como: data de celebração, órgão contratante, quantidade, valor por item, descrição do bem ou serviço, local de execução, fase da licitação e modalidade de contratação.

 

Além disso, foi criada a Comissão de Transparência e Controle Social (CTCS), para avaliar e monitorar as ações relacionadas ao enfrentamento da Covid-19, no âmbito do município de Manaus. A comissão é formada pelas secretarias municipais de Saúde, Assistência Social e Finanças, além da organização humanitária internacional Médicos sem Fronteiras, Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) e a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD).

 

O trabalho de transparência da Prefeitura de Manaus nos gastos relacionados à Covid-19 pode ser conferido nos sites https://covid19.manaus.am.gov.br/transparencia-covid-19/ https://semsa.manaus.am.gov.br/sala-de-situacao/novo-coronavirus/.

 

Por meio do site https://manaussolidaria.manaus.am.gov.br/ também é possível ter acesso às movimentações bancárias referentes aos depósitos realizados na conta da campanha #ManausSolidária, além de consultar as doações de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e itens diversos realizadas por empresas e organizações.

 

Metodologia

A Transparência Internacional analisou os sites, redes sociais e portais de transparência dos governos de todos os 26 Estados e do Distrito Federal e de todas as 27 capitais.

 

Os critérios de avaliação do ranking se basearam no guia de Recomendações para Transparência de Contratações Emergenciais em Resposta à Covid-19. O manual foi lançado em maio e produzido em conjunto com o Tribunal de Contas da União (TCU).

 

A Transparência Internacional é uma organização não governamental internacional, que atua por um mundo no qual governos, empresas, a sociedade civil e a vida das pessoas sejam livres de corrupção. Fundada em março de 1993, tem mais de cem seções em todo o mundo e um secretariado internacional em Berlim (Alemanha).

Veja o levantamento: https://transparenciainternacional.org.br/ranking/

Sobe Catracas

WILSON JÚNIOR, bailarino e coreógrafo

Amazonense leva para o Brasil a cultura do estado com projeto de oficinas de danças afro-americanas e boi-bumbá

Desce Catracas

ADAIL FILHO, prefeito de Coari

Afroxou medidas de prevenção a Covid-19 e Coari é o município do interior do Amazonas mais infectado, com o dobro de casos de Manacapuru