Sexta, 10 de julho de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 28/06/2020

Wilson defende que transição no processo de venda do Polo de Urucu garanta investimentos

Governador entende que decisão da Petrobras é resultado de estratégia para concentrar investimentos em reservas de petróleo em alto mar

Wilson defende que transição no processo de venda do Polo de Urucu garanta investimentos Wilson Lima defende que transição no processo de venda do campo petrolífero de Urucu garanta investimentos (Foto: Divulgação/Secom)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O governador Wilson Lima afirmou, no sábado (27/06), que a preocupação do estado com a venda dos campos de petróleo e gás do polo de Urucu, na bacia do rio Solimões, anunciado pela Petrobras, é no sentido de que não haja descontinuidade nos investimentos e produção na reserva, que é uma das mais importantes do país.

 

“A preocupação que nós temos é a de que não haja descontinuidade da exploração. Estamos pleiteando junto ao Ministério das Minas e Energia o compromisso de que a Petrobrás mantenha os investimentos e a produção durante processo de transição para o novo investidor que vai assumir as operações no campo de Urucu”, afirmou Wilson Lima, ao também ressaltar que a expectativa é que novos investimentos devem tornar a exploração e produção de petróleo e gás no Amazonas mais eficiente.

 

O governador entende que a decisão da Petrobras é resultado da estratégia da companhia em concentrar investimentos na produção em reservas de petróleo em alto mar (offshore). Conforme anunciado recentemente, a empresa está vendendo ativos ‘onshore’ (terrestres) não só no Amazonas.

 

A bacia petrolífera de Urucu, na avaliação do Governo do Estado, tem potencial para atrair grandes investidores com atuação e interesse no mercado ‘onshore’ de petróleo, que poderão ampliar investimentos de longo prazo no Amazonas.

Sobe Catracas

WILSON JÚNIOR, bailarino e coreógrafo

Amazonense leva para o Brasil a cultura do estado com projeto de oficinas de danças afro-americanas e boi-bumbá

Desce Catracas

ADAIL FILHO, prefeito de Coari

Afroxou medidas de prevenção a Covid-19 e Coari é o município do interior do Amazonas mais infectado, com o dobro de casos de Manacapuru