Sexta, 10 de julho de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 28/06/2020

Zé Ricardo diz que venda das reservas de Urucu de Coari é 'entreguismo' e 'golpe'

"Saída da Petrobrás do Amazonas é mais um ataque ao Estado", diz deputado federal

Zé Ricardo diz que venda das reservas de Urucu de Coari é 'entreguismo' e 'golpe' Deputado federal José Ricardo (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O deputado federal José Ricardo (PT/AM) disse, neste sábado (27), que o anúncio da Petrobras de deixar o Amazonas e colocar à venda toda a reserva petrolífera do Polo de Urucu e os campos terrestres da Bacia do Solimões, é resultado da política de privatização e 'entreguismo' do Governo Bolsonaro.

 

Para o parlamentar, a decisão é um golpe para a economia, pois a estatal é a maior contribuinte de impostos do estado.

 

“A Petrobras está se preparando para deixar o estado do Amazonas [...] É lamentável essa decisão. É a política de privatização e entreguismo do Governo Bolsonaro. Que vai repassar a um baixo preço um patrimônio Público que tem gerado muito lucro ao país.”, afirmou o deputado federal.

 

Segundo José Ricardo, com a saída da Petrobras, milhares de trabalhadores ficarão desempregados.  

 

“Bolsonaro, que tanto ataca a Amazônia e a Zona Franca de Manaus, agora, com a sua política de privatização, retira a Petrobras do nosso estado. Mais um golpe para nossa economia. Não se ganha nada com a venda de uma empresa como a Petrobras que vem batendo grandes lucros nos últimos anos. Qual interesse em vender uma empresa tão importante para o povo e o que dá lucro? Manter a Petrobras é uma questão de Soberania Nacional”, alegou.

 

Neste sábado (27), após o anúncio da Petrobras de que vai deixar o Amazonas, os senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Eduardo Braga (MDB-AM) também vieram a público manifestar preocupação com a decisão da estatal.

Sobe Catracas

WILSON JÚNIOR, bailarino e coreógrafo

Amazonense leva para o Brasil a cultura do estado com projeto de oficinas de danças afro-americanas e boi-bumbá

Desce Catracas

ADAIL FILHO, prefeito de Coari

Afroxou medidas de prevenção a Covid-19 e Coari é o município do interior do Amazonas mais infectado, com o dobro de casos de Manacapuru