Sexta, 29 de maio de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 21/05/2020

Manaus pode ter 200 mil infectados por Covid-19, diz pesquisa da Universidade Federal de Pelotas

Dados apontam que, para cada pessoa notificada, 20 são subnotificadas

Manaus pode ter 200 mil infectados por Covid-19, diz pesquisa da Universidade Federal de Pelotas Manaus pode ter 200 mil infectados por Covid-19, diz pesquisa da Universidade Federal de Pelotas (Fotos – Alex Pazuello/Semcom Prefeitura de Manaus)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A cidade de Manaus, capital do Amazonas, pode ter, aproximadamente, 200 mil pessoas infectadas pela Covid-19, o que significa dizer 20 vezes o número de casos confirmados pelo governo do Estado.

 

É o que aponta estudo da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), financiado pelo Ministério da Saúde, realizado em três etapas, com intervalo de duas semanas entre uma pesquisa e outra. O levantamento contou com o apoio de pesquisados  do Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística).

 

A informação é do site G1/Amazonas. Conforme a matéria, a pesquisa entrevistou e testou (com exames rápidos) 250 pessoas – o que representaria 11% da população contaminada.  

 

Segundo o G1, o estudo foi realizado de porta em porta. Nos primeiros resultados foi constatado dados alarmantes: uma em cada dez pessoas está ou já esteve infectada com o novo coronavírus. Os dados apontam ainda que, para cada pessoa notificada, 20 são subnotificadas.

 

Segundo boletim da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), o estado registrou um total de 25.367 casos confirmados, nesta quinta-feira (21). O estado tem 1.620 mortes pela doença.

 

A pesquisa é realizada em 133 cidades do país e iniciou na semana passada. O estudo da UFPel é considerado um dos maiores do mundo sobre a extensão da Covid-19.

Sobe Catracas

PAULO BARRUDADA, empresário

Fez parceria com a Hemopa, oferecendo diárias grátis em hotel, a doadores de sangue de Santarém, visando incentivar aumento de bolsas

Desce Catracas

BETO D'ÂNGELO, prefeito de Manacapuru

Afrouxou em medidas restritivas e não decretou lockdown, mesmo cidade tendo mais de 2 mil casos de covid-19 e 84 mortes.