Terça, 02 de junho de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 06/04/2020

Adaptação de capacete de Hood feita em Parintins chama atenção de hospital em Manaus

Usada para oxigenação de pacientes, cabine passou por avaliação dos médicos do Hospital Jofre Cohen e foi aprovada

Adaptação de capacete de Hood feita em Parintins chama atenção de hospital em Manaus Capacete Hood é colocado no pescoço do paciente para oxigenação (Foto: Divulgação/PMP)

DEAMAZÔNIA PARINTINS, AM - Uma adaptação do capacete de Hood, feita em Parintins para o enfrentamento do coronavírus, chamou a atenção de um hospital da rede privada de Manaus. O instrumento começou a ser desenhado e fabricado pelo empresário Fran Canto, da Gráfica João 23 e equipe.

 

Originalmente o capacete de Hood é colocado no pescoço do paciente para oxigenação. No protótipo parintinense há ampliação do equipamento que passa a ser cabine, mais confortável e com pequena abertura para a saída do gás carbônico. Há também melhor acesso ao paciente por meio de dobradiças e abertura lateral para intervenção em caso de emergência.

 

A cabine passou por avaliação dos médicos do Hospital Jofre Cohen e foi aprovada. Postagens nas redes sociais feitas pelos profissionais de saúde ganharam repercussão, o que chamou atenção do Hospital Samel, que atende pacientes positivados com Covid-19 em Manaus.

 

O contato inicial do diretor presidente da Samel, Beto Nicolau foi com prefeito Bi Garcia e posteriormente com o empresário Fran Canto. "Recebi o contato direto da presidência da Samel em razão de o modelo de cápsula feito em Parintins ser mais econômico na sua fabricação e ter a eficácia comprovada por nossa equipe de médicos", explica Bi Garcia.

 

O médico anestesiologista Daniel Tanaka, um dos que avaliou o protótipo, também destaca a segurança que o equipamento leva ao ambiente hospitalar. "Mesmo que não tenhamos um ambiente só para esse paciente, a gente pode colocar dois ou três pessoas no mesmo quarto e não vamos estar espalhando vírus. Aproveitamos para salientar o apoio do empresário que abraçou a causa, junto com os profissionais de saúde. É um exemplo", salienta.

 

O empresário Fran Canto lembra do comprometimento da sua equipe na fabricação da cápsula e de muitos outros equipamentos de proteção individual que foram colocados à disposição dos profissionais de saúde do município de Parintins. "Coloquei o desafio para eles, expus os riscos neste momento e os deixei livres para enfrentar este desafio. Todos aceitaram sabendo do grau da importância do trabalho que a gente ia executar", ressalta Fran Canto.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Adaptação de Capacete de Hood feita em Parintins chama atenção de hospital em Manaus Equipamento diminui a possibilidade de transmissão do Coronavirus e ainda promove melhor oxigenação dos pacientes Uma adaptação do capacete de Hood, feita em Parintins para o enfrentamento do Coronavirus, chamou a atenção de um hospital da rede privada de Manaus. O instrumento começou a ser desenhado e fabricado pelo empresário Fran Canto, da Gráfica João 23 e equipe. Originalmente o capacete de Hood é colocado no pescoço do paciente para oxigenação. No protótipo parintinense há ampliação do equipamento que passa a ser cabine, mais confortável e com pequena abertura para a saída do gás carbônico. Há também melhor acesso ao paciente por meio de dobradiças e abertura lateral para intervenção em caso de emergência. A cabine passou por avaliação dos médicos do Hospital Jofre Cohen e foi aprovada. Postagens nas redes sociais feitas pelos profissionais de saúde ganharam repercussão, o que chamou atenção do Hospital Samel, que atende pacientes positivados com Covid-19 em Manaus. O contato inicial do diretor presidente da Samel, Beto Nicolau foi com prefeito Bi Garcia e posteriormente com o empresário Fran Canto. "Recebi o contato direto da presidência da Samel em razão de o modelo de cápsula feito em Parintins ser mais econômico na sua fabricação e ter a eficácia comprovada por nossa equipe de médicos", explica Bi Garcia. O médico anestesiologista Daniel Tanaka, um dos que avaliou o protótipo, também destaca a segurança que o equipamento leva ao ambiente hospitalar. "Mesmo que não tenhamos um ambiente só para esse paciente, a gente pode colocar dois ou três pessoas no mesmo quarto e não vamos estar espalhando vírus. Aproveitamos para salientar o apoio do empresário que abraçou a causa, junto com os profissionais de saúde. É um exemplo", salienta. O empresário Fran Canto lembra do comprometimento da sua equipe na fabricação da cápsula e de muitos outros equipamentos de proteção individual que foram colocados à disposição dos profissionais de saúde do município de Parintins. "Coloquei o desafio para eles, expus os riscos neste momento e os deixei livres para enfrentar este desaf

Uma publicação compartilhada por Frank Bi Garcia (@frankbigarcia) em

Sobe Catracas

MARIA OLIVEIRA, prefeita de Ipixuna (AM)

Desde o inicío da pandemia, adotou 'hotel de quarentena' e barreiras sanitárias, e município segue sem casos confirmados de Covid-19

Desce Catracas

BETO NICOLAU, presidente da Samel

Após gesto de grandeza por tratar artistas em seu hospital Samel, apequenou-se em cobranças pessoais em Parintins