Terça, 02 de junho de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 01/04/2020

Em vídeo, Arthur Neto chora e implora que Bolsonaro decrete isolamento social no Brasil

Prefeito de Manaus se emociona e clama que presidente assuma comando do país, para tentar evitar a morte de milhares de brasileiros; VÍDEO

Em vídeo, Arthur Neto chora e implora que Bolsonaro decrete isolamento social no Brasil Prefeito de Manaus, Arthur Neto

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), chorou durante transmissão de uma live nas redes sociais, na noite desta terça-feira (31/03), quando falava sobre a pandemia do coronavírus e implorou que o chefe do Planalto decrete isolamento social no Brasil, a fim de salvar o maior número de brasileiros, por causa da doença. A fala de Arthur ocorreu minutos depois que o presidente Jair Bolsonaro ( sem partido) fez um pronunciamento em cadeia de Rádio e TV, à noite.

 

Arthur disse que o presidente precisa assumir a liderança do país neste momento de crise.” Está na hora de o presidente usar essa feição, a feição de um estadista", afirmou.

 

Para o prefeito de Manaus Bolsonaro tem que unir o Brasil para enfrentar a pandemia e governar para todos. “ Cumpre ao presidente unir e não deixar que ninguém desuna o Brasil [...].Todos tem que estar envolvidos na campanha pelo isolamento, na campanha pelo caminho mais curto que leve ao fim da propagação do coronavírus pelo Brasil. É um dever de todos”, conclamou o prefeito. 

 

Na live, Arthur Neto trocou as críticas ao governo Bolsonaro por elogios ao presidente, dizendo que ele tem essa liderança para conter o avanço da covid-19. “[Precisamos] de um comando firme, forte, de uma pessoa que sabe ser comandante. Militar disciplinado que é, e uma pessoa que soube liderar uma campanha tão bonita, para a presidência, não haverá de negar fogo ”, afirmou.

 

Ao pedir a união do Brasil, pelo isolamento social, e clamar que o presidente tome a frente da batalha, Artur quer evitar a tragédia e comoção nacional, com o enterro de milhares de pessoas.  “Fiz esse gesto, gesto que não fiz em nenhuma outra circunstância. Um gesto diante das vidas ameaçadas”, disse emocionado, o prefeito.

 

No sábado (31/03),o Imperial College de Londres [ Centro de Pesquisa Britânico, que se dedica a estudos de grandes pandemias], apresentou a projeção do novo coronavírus no Brasil e os números são assustadores. A estimativa é de que com o isolamento social intensivo ocorram, aproximadamente, 44 mil mortes; isolamento apenas de idosos o país somaria 529 mil óbitos; com o isolamento social leve 627 mil vítimas fatais; sem qualquer ação de isolamento o Brasil contaria 1,1 milhão de mortes.

 

“A hora não era de pedir,  não era de solicitar, nem de pleitear. Não é hora de fazer um oficio, não era de fazer um discurso. É hora de implorar que o presidente realmente assuma a postura de líder”, concluiu Arthur.

VÍDEO, que o prefeito Arthur Neto gravou.

Sobe Catracas

MARIA OLIVEIRA, prefeita de Ipixuna (AM)

Desde o inicío da pandemia, adotou 'hotel de quarentena' e barreiras sanitárias, e município segue sem casos confirmados de Covid-19

Desce Catracas

BETO NICOLAU, presidente da Samel

Após gesto de grandeza por tratar artistas em seu hospital Samel, apequenou-se em cobranças pessoais em Parintins