DeAmazônia

MENU
Atualizado em 26/03/2020

Justiça manda Eduardo Cunha para prisão domiciliar por causa do Coronavírus

Ex-presidente da Câmara dos Deputados tem 61 anos e se enquadra no grupo de riscos da doença

Justiça manda Eduardo Cunha para prisão domiciliar por causa do Coronavírus Ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, foi preso na Lava Jato (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

DEAMAZÔNIA BRASÍLIA - O ex-presidente da Câmara dos Deputados, ex-deputado federal Eduardo Cunha, teve a prisão preventiva convertida para domiciliar, nesta quinta-feira (26/3), devido a pandemia do Coronavírus. A decisão é da juíza Gabriela Hardth, da 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, conforme informação do jornal O Globo.

 

Cunha tem 61 anos e se enquadra no grupo de riscos da doença, que causa mais morte entre os idosos.

 

Segundo o O Globo, a juíza destacou que a revogação da prisão preventiva “é absolutamente excepcional” e será mantida somente enquanto durar a pandemia ou se o estado de saúde de Cunha justificar essa necessidade.

 

Eduardo Cunha está internado desde quarta-feira da semana passada, 18 de março, devido ter se submetido a uma cirurgia, no Hospital Copa Star.

 

De acordo com a matéria desta quinta-feira (26), Gabriela determinou que assim que Cunha estiver alta hospitalar, seja expedido o alvará.

 

O ex-parlamentar foi preso em 2016 na Operação Lava Jato, por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, e depois condenado a mais de 14 anos de prisão. Ele ficou até 2019 em Curitiba, quando foi transferido para Bangu 8.

Sobe Catracas

FRAN CANTO, empresário parintinense

Capacete de oxigenação, fabricado pela gráfica dele, para pacientes com dificuldade respiratória, foi aprovado por médicos, por eficácia e economia

Desce Catracas

RODRIGO DE SÁ, diretor-presidente do Detran/AM

Detran/AM reajustou taxas de serviços em plena crise do coronavírus, mas suspendeu medida e alegou que "situação passou despercebida"