Segunda, 10 de agosto de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 25/03/2020

Wilson Lima rebate Bolsonaro e diz que não voltará atrás de medidas restritivas

Governador do Amazonas gravou vídeo, nesta terça-feira (24); Bolsonaro disse que ficar em casa “é atitude covarde”

Wilson Lima rebate Bolsonaro e diz que não voltará atrás de medidas restritivas Governador Wilson Lima gravou vídeo afirmando que não suspenderá medidas restritivas (Foto: Reprodução/Video)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC) afirmou, em vídeo publicado em seus perfis sociais, que não irá voltar atrás de nenhuma medida restritiva, tomada em decorrência da pandemia do coronavírus.

 

Wilson publicou decretos onde determina suspensão de aulas da rede estadual pública e privada, comercio e funcionamento de bares e restaurantes e proibindo o transporte fluvial intermunicipal de passageiros.

 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu, durante pronunciamento oficial, nesta terça-feira (24/3), que os brasileiros abandonem o isolamento social e voltou a chamar a Covid-19 de “gripezinha”, além de pedir que os alunos voltem às escolas, por não fazerem parte do grupo de risco.

 

“A minha posição é muito clara: não vamos voltar atrás de nenhuma decisão que foi tomada [...] até porque foram tomadas de maneira responsável e seguindo protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde”, afirmou Wilson Lima, na gravação.

 

Governadores de vários estados e organizações de saúde e de Justiça se manifestaram contra a fala do presidente, pedindo o fim da quarentena.

VEJA O VÍDEO

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Não vamos voltar atrás de nenhuma das medidas restritivas tomadas em decorrência do coronavírus. Minha prioridade é proteger o povo do estado do Amazonas.

Uma publicação compartilhada por Wilson Lima (@wilsonlimaam) em

Sobe Catracas

MARCIA PERALES, presidente da FAPEAM

600 projetos de pesquisa e inovação de professores de Manaus e interior do Estado foram aprovados, com aumento de 22% relacionados a 2019

Desce Catracas

JOSUÉ NETO, presidente da ALE/AM

Após repercussão negativa de boicote ao governo, teve que recuar, pedir trégua e destravar pautas