DeAmazônia

MENU
Atualizado em 07/03/2020

Peru registra primeiro caso confirmado de coronavírus

Sete países da América Latina já têm registros da doença

Peru registra primeiro caso confirmado de coronavírus (Foto: Reprodução/Agência Brasil)

Agência Brasil

O Peru registrou, nesta sexta-feira (6/3), o primeiro caso do novo coronavírus (Covid - 19). O presidente do país, Martín Vizcarra, informou que se trata de um homem, de 25 anos, que voltou recentemente de uma viagem à Espanha, França e República Tcheca.

 

"Nós tomamos todas as medidas necessárias para enfrentar esse tipo de situação. O Ministério da Saúde lidera uma estratégia em Lima e em todo o país que se articula com o setor de saúde, as Forças Armadas e instituições e clínicas privadas”, afirmou Vizcarra.

 

Na noite de ontem (5), o Ministério da Saúde havia informado que, das 132 amostras de casos suspeitos examinadas até então, todas haviam tido resultados negativos.

 

Mundo

Na América Latina, os países que já têm casos confirmados são: Equador (13), Brasil (9), Argentina (2), República Dominicana (2), Chile (5), México (5) e Peru (1).

 

No mundo, já são mais de 100 mil infectados, em 87 países e territórios. A grande maioria dos casos, mais de 80 mil, foi registrada na China, onde surgiu o vírus. Lá, o coronavírus já causou mais de 2.900 mortes.

 

Na Itália, onde há quase 4 mil infectados, 148 pessoas morreram. Na Coreia do Sul, já são mais de 6.500 infectados e cerca de 40 mortes. No Irã, o número de infectados se aproxima dos 5 mil e as mortes são, até o momento, 124.

 

Neste mapa, feito pelo Centro de Engenharia de Ciência e Sistemas da Johns Hopkins University, pode-se acompanhar a evolução da doença no mundo.

Sobe Catracas

YANA GADELHA, lutadora de MMA

Vinda do balé clássico, com apenas 10 meses de treinos, amazonense foi eleita "Revelação do Ano", no prêmio Osvaldo Paquetá, considerado o Oscar do MMA

Desce Catracas

JOCIONE SOUZA, prefeito de Novo Aripuanã

Justiça mandou ele pagar gratificações à professores municipais, atrasadas desde os anos de 2011 e 2012