DeAmazônia

MENU
Atualizado em 11/02/2020

Bolsonaro congela Bolsa Família em 200 municípios e fila chega a 1 milhão

Cidades atingidas são consideradas as mais pobres do país

Bolsonaro congela Bolsa Família em 200 municípios e fila chega a 1 milhão Municípios mais afetados são o da região Nordeste do país (Foto: Divulgação)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O governo de Jair Bolsonaro congelou o programa Bolsa Família nos 200 municípios mais pobre do país [apontados pelo IBGE em 2017]. Este atraso atinge aproximadamente 1 milhão de famílias, que aguardam, desde 2019, para entrar no programa. A informação é de reportagem da Folha de São Paulo.

 

De acordo com a matéria, os municípios mais afetados são o da região Nordeste do país, como Principais ccidades do Piauí e Maranhão, que concentra a maior parte das cidades mais carentes.

 

A fila de espera se forma quando pedidos demoram mais de 45 dias para serem respondidos. Conforme a Folha, “o governo tem usado diversos subterfúgios” para não tornar oficialmente público o retrocesso no Bolsa Família. Nem mesmo os pedidos de informação enviados pela Câmara são respondidos.

 

Partidos de oposição querem que o ministro da cidadania Osmar Terra vá ao Congresso Nacional para dar explicações oficiais.  

 

Reportagem do jornalista Thiago Resende na Folha de S.Paulo informa que o ministro evita falar sobre a barreira à entrada de novos beneficiários e esconde dados sobre os problemas.

 

Terra era ministro do Desenvolvimento Social durante o governo Michel Temer (MDB). Em meados de 2017, ele se vangloriava de ter zerado a fila de espera do programa pela primeira vez.

 

Só que agora Terra adota uma postura oposta: evita falar sobre a barreira à entrada de novos beneficiários, esconde dados sobre o problema e, como solução, aposta numa reformulação que enfrenta resistência dentro do governo federal e que não tem prazo para ser lançada.

Sobe Catracas

FRAN CANTO, empresário parintinense

Capacete de oxigenação, fabricado pela gráfica dele, para pacientes com dificuldade respiratória, foi aprovado por médicos, por eficácia e economia

Desce Catracas

ROMEIRO MENDONÇA, prefeito de Presidente Figueiredo

Teve mandato cassado pelo TSE para se afastar do cargo, com o vice Mário Abrahão, imediatamente