DeAmazônia

MENU
Atualizado em 06/02/2020

Amazonas inicia ano letivo com 440 mil estudantes na capital e no interior

Aulas iniciam nesta quinta-feira (06/02); Ensino Mediado por Tecnologia inicia no dia 2 de março

Amazonas inicia ano letivo com 440 mil estudantes na capital e no interior Secretário interino de Estado de Educação e Desporto, Luis Fabian abriu ano letivo nesta quarta (5) (FOTOS: TÁCIO MELO / SECOM)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, inicia o ano letivo de 2020, nesta quinta-feira (06/02), com 440 mil estudantes matriculados em 599 instituições de ensino da rede pública estadual. Segundo o secretário interino de Estado de Educação e Desporto, Luis Fabian Pereira Barbosa, a pasta inicia os trabalhos preparada para cumprir seu dever de dar assistência à rede, incluindo distribuição de uniformes, kits de material escolar e formação de professores.

 

A abertura oficial das atividades escolares aconteceu na manhã desta quarta-feira (05/02), durante cerimônia que marcou, também, o encerramento das atividades da Jornada Pedagógica na capital. A solenidade aconteceu nos espaços do Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques (CCAVV), zona centro-sul de Manaus, e reuniu cerca de 1,6 mil educadores, dentre coordenadores distritais de Educação, gestores, pedagogos e professores.



O secretário interino de Educação, Luis Fabian Pereira Barbosa, garantiu que o ano letivo foi bastante planejado pelo Governo do Amazonas. Um dos exemplos é que, após cinco anos, a rede volta a fornecer uniforme escolar aos alunos da rede estadual de ensino.

 

“O que vamos assegurar [esse ano] é algo que não fazemos há muito tempo, e nada mais é que nosso dever garantir que todas as salas de aula tenham professores, que a merenda escolar seja distribuída de forma adequada, que o transporte escolar funcione e que, depois de tanto tempo, que nossos estudantes tenham acesso a uniforme e material escolar”, destacou o secretário interino de Educação.



“A determinação do governador Wilson Lima foi que iniciássemos o ano letivo de 2020 com absolutamente tudo necessário para garantir que o professor possa entrar em sala e ministrar a sua aula adequadamente. Para evitar que os professores tenham que se preocupar com questões administrativas que há muito tempo atormentam, como falta de material pedagógico e didático, merenda e uniforme escolar”, destacou Luis Fabian.



Além de Luis Fabian, o evento contou com a participação dos secretários executivos adjuntos da Capital, Arlete Mendonça; de Gestão, Rosalina Lobo; do Interior, Ana Maria Araújo; e Pedagógico, Raimundo Barradas.

 

Planejamento

Até março, a secretaria inicia a distribuição de fardamento e kits escolares, que serão garantidos pelo Governo do Estado após 4 anos. Além disso, neste ano, cerca de 3,7 mil profissionais aprovados no concurso público de 2018 vão iniciar as aulas. As convocações e o Processo Seletivo Simplificado garantem professores em sala de aula.



O ano letivo inicia, ainda, com mais de 300 unidades de ensino revitalizadas, com investimento de mais de R$ 70 milhões feito ao longo de 2019. Para 2020, a Secretaria de Educação planeja alcançar, no primeiro semestre, outras 190 unidades de ensino com serviços de revitalização, manutenção e pintura.



Para atender todo o Amazonas, está previsto um investimento da ordem de R$ 105 milhões para a alimentação escolar.



Jornada Pedagógica

A cerimônia desta quarta-feira (05/02) celebrou, também, as atividades da Jornada Pedagógica da Secretaria de Educação. Desde segunda-feira (03/02), todas as unidades de ensino da rede estadual têm recebido gestores, pedagogos e professores para ações de integração e estudos voltadas à equipe escolar. A iniciativa visa fortalecer o processo educativo do Amazonas, por meio da análise de indicadores educacionais, valores e cultura das escolas.



O secretário executivo adjunto Pedagógico, Raimundo Barradas, define a abertura do ano letivo e a Jornada Pedagógica de 2020 como momentos de planejamento efetivo. “É um período significativo de formação, informação e acolhimento dos professores e alunos da rede estadual de ensino. Todas as escolas estaduais estão devidamente planejadas e com suas atividades ancoradas no Referencial Curricular Amazonense e na BNCC”, defendeu Raimundo Barradas.



Para a gestora da Escola Estadual Rilton Leal Filho, Aldeíza Oliveira, a Jornada Pedagógica é fundamental para que o ano letivo ocorra da melhor maneira possível. “É nesse momento em que preparamos todas as ações que acontecerão neste ano, não tem como deixar de ter [essa atividade]. A Jornada tem sido muito produtiva em nossa escola: pontuamos os resultados de 2019 e, com base neles, planejamos atividades futuras. Desta forma, acreditamos que 2020 será um ano muito importante e que proporcionará a realização de todas essas ações, que estão muito bem fundamentadas”, acrescentou Aldeíza.



Mudanças

Todos os anos, a Jornada Pedagógica possui um tema diferente e, em 2020, as formações trabalharam os desafios para implementação da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC) na rede estadual. O documento, que será implantado no próximo ano, começará a ser tratado pelas unidades de ensino Estado nos 200 dias letivos.



Gestora do Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Engenheiro Professor Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo, Amarilis Barroso acredita que a temática precisa ser amplamente trabalhada com os professores da rede estadual. “É de suma importância que tenha sido abordado este tema. A BNCC funciona como uma lei e precisa ser trabalhada e adequada, ela atua como um alicerce para tudo. O professor tem que se inteirar completamente sobre que a Base traz para nos orientar e internalizar a sua relevância”, completou Amarilis.



Segundo o professor Jean Ferreira, da Escola Estadual de Tempo Integral (EETI) Bilíngue Professor Djalma da Cunha Batista, há uma grande expectativa com relação à nova BNCC. “Vamos começar a trabalhá-la, agora, para que no ano que vem estejamos bem mais fortalecidos neste sentido. Espero que tudo transcorra bem, neste ano, com as escolas do Estado”, finalizou Jean.



Durante a solenidade no CCAVV, cerca de 1,6 mil educadores presentes puderam conferir uma palestra com Lilian Bacich. A doutora em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano (USP) e mestra em Psicologia da Educação ministrou um bate-papo sobre “BNCC e os novos rumos da Educação no Amazonas”.

Sobe Catracas

YANA GADELHA, lutadora de MMA

Vinda do balé clássico, com apenas 10 meses de treinos, amazonense foi eleita "Revelação do Ano", no prêmio Osvaldo Paquetá, considerado o Oscar do MMA

Desce Catracas

JOCIONE SOUZA, prefeito de Novo Aripuanã

Justiça mandou ele pagar gratificações à professores municipais, atrasadas desde os anos de 2011 e 2012