DeAmazônia

MENU
Atualizado em 25/01/2020

“Nós evoluímos, somente Bolsonaro que não”, afirma Mecias Sateré

Primeiro indígena, na história do país, eleito prefeito reagiu: ‘o fascismo vive’

“Nós evoluímos, somente Bolsonaro que não”, afirma Mecias Sateré Mecias Sateré, ex-prefeito de Barreirinha

DEAMAZÔNIA BARREIRINHA, AM - A maior liderança indígena do Baixo e Médio Amazonas, o ex-prefeito de Barreirinha ( a 325 quilômetros de Manaus), Mecias Sateré (PSD), reagiu as declarações do presidente Jair Bolsonaro [sem partido] que em sua fala, insinuou, que não considera o índio ser humano. ‘Índio está evoluindo. Cada vez mais é ser humano igual a nós”, disse o presidente.

 

“Nós evoluímos, somente Bolsonaro que não”, rebateu Mecias. Duas vezes prefeito de Barreirinha, Mecias Sateré, foi o primeiro indígena eleito chefe do Executivo na história do país. Ele foi eleito prefeito pela primeira vez, em 2008, pelo PMN e reeleito em 2012, pelo PSD. Antes, Sateré foi duas vezes vereador e vice-prefeito. 

  

 “Bolsonaro não nos representa como presidente. Não se comporta como presidente. Trata as minorias com desprezo. É preconceituoso com os homossexuais, negros, índios e com os pobres. Pena do Brasil, o fascismo vive”, protesta. Segundo a Funai, 13 mil índios habitam as regiões do Baixo e Médio Amazonas. 

 

Nesta sexta-feira ( 24/01), a Articulação de Povos Indígenas do Brasil (Apib) protocolou na Procuradoria Geral da República, uma representação por crime de racismo contra o presidente Jair Bolsonaro.

 

“Todos os dias ele faz um ataque aqueles que se opõem a este desgoverno. A todo custo ele tenta tirar o direito dos povos indígenas. A resistência do povo indígena incomoda Bolsonaro. Porque é um cara que sempre defendeu colocar uma arma na mão dos fazendeiros para matar os índios. Ele mesmo já gravou um vídeo falando sobre isso”, ressaltou o ex-prefeito de Barreirinha.

 

Bolsonaro critica a demarcação de terras indígenas no Brasil há pelo menos três décadas. Em 2004, ainda como deputado federal, ele defendia a exploração da reserva Raposa Serra do Sol, em Roraima, dos Yanomami, quando gravou um vídeo, durante sessão da Câmara dos Deputados, e falou em dar fuzil aos fazendeiros para fuzilar índios. 

ASSISTA O VÍDEO. 

 

     

Sobe Catracas

LUIZ PACHECO, presidente da Escola de Samba Aparecida

Escola de Samba Mocidade Independente de Aparecida foi campeã do Carnaval de Manaus 2020

Desce Catracas

JOSÉ LUIZ FELÍCIO FILHO, presidente da MAP/Passaredo

Map Passaredo Linhas Aéreas deixou o trecho Parintins-Manaus-Parintins sem voos durante os três dias do Carnaval