DeAmazônia

MENU
Atualizado em 24/01/2020

Fapeam alinha estratégias para nova edição do Programa Ciência na Escola

Em 2019, 590 projetos foram executados em Manaus e em 26 municípios do Amazonas

Fapeam alinha estratégias para nova edição do Programa Ciência na Escola Reunião Fapeam - Seduc - Semed - Cee (Foto: Érico Xavier/Fapeam)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A direção da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) reuniu-se com o Comitê de Análise, Acompanhamento e Avaliação do Programa Ciência na Escola (PCE), nesta quarta-feira (22/01), com a finalidade de avaliar a execução de atividades em 2019. O encontro também serviu para alinhar estratégias que busquem qualificar e aprimorar, ainda mais, a próxima edição do programa, que deve ter edital lançado em fevereiro de 2020.  

 

O encontro foi realizado na sede da Fapeam, no bairro Flores, zona centro-sul de Manaus. Estiveram presentes representantes da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, Secretaria Municipal de Educação (Semed) e do Conselho Estadual de Educação (CEE), além da diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales, diretora técnico-científica, Marne Vasconcellos, a diretora administrativo-financeira Márcia Irene Andrade, a chefe do Departamento de Análise de Projetos (Deap), Any Gonçalves, e a chefe do Departamento de Acompanhamento e Avaliação (Deac), Ana Cláudia Maquiné.  

 

Pioneiro no país, o PCE aproxima a ciência do ambiente escolar e desperta a vocação científica entre professores e estudantes da educação básica no Amazonas. Durante a reunião, também foi apresentado um balanço da edição 2019, chamada de Edição Ouro, em comemoração aos 15 anos do Programa. No total, foram 590 projetos executados na capital e em 26 municípios do Amazonas.

 

Um dos destaques feitos pela diretora-presidente Márcia Perales foi o reajuste nas bolsas do PCE, congeladas há 15 anos. Em 2019, o Governo do Amazonas, por meio da Fapeam, anunciou aumento nos valores. Para professores, o valor saltou de R$ 461 para R$ 550, enquanto para estudantes saiu de R$ 120 para R$ 150. A ação beneficiou mais de 2,2 mil pessoas na capital e em 26 municípios do Amazonas.

 

“A Fapeam, assim como fomenta a ciência, pesquisa e inovação na educação superior (graduação) e pós-graduação (mestrado, doutorado e pós-doutorado), investe também na educação básica, para que possamos ter um olhar de incentivo em todas as fases da educação, e assim contribuir para a formação científica de estudantes e estimular o envolvimento de professores da educação básica em projetos de pesquisa”, disse Márcia Perales.

 

Maior adesão

Um  grande número de professores da capital e dos municípios aderiu ao Programa em 2019, evidenciou o  coordenador do PCE na Secretaria de Educação e Desporto, Mailson Ferreira.  “Nós agradecemos e parabenizamos a iniciativa da Fapeam pelo empenho em qualificar cada vez mais o Programa”, declarou.

 

Para o coordenador do Programa na Semed, Romualdo Caetano, analisar a edição anterior do PCE contribuiu para aperfeiçoar e nortear futuros ajustes nas próximas edições.

 

O aumento nos valores das bolsas do PCE e no aporte financeiro do Programa, a Oficina de Elaboração de Projetos e  Relatório Final do PCE promovidas pela Fapeam,  bem como o desenvolvimento intelectual dos professores e alunos jovens cientistas, foram enaltecidos por ele. “Esse ano, com a previsão do edital  ser lançado mais cedo, há uma perspectiva de que  possamos  ter uma edição ainda mais participativa em 2020”, comentou.

Sobe Catracas

FLÁVIA MOTA, jogadora de futebol

De Manacapuru (AM), atleta foi convocada pela CBF para disputar pela Seleção Brasileira Sub-20, o Sul-Americano, na Argentina

Desce Catracas

JAMILSON CARVALHO, prefeito de Anori (AM)

Juíza proibiu três escolas de samba da cidade de homenagear o prefeito, no Carnaval 2020, por caracterizar promoção pessoal, em ano eleitoral