DeAmazônia

MENU
Atualizado em 22/01/2020

Wilson Lima recebe comitiva do BNDES para discutir retomada de investimentos do Fundo Amazônia

O Fundo Amazônia já captou mais de R$ 3 bilhões junto aos doadores - principalmente da Alemanha e Noruega.

Wilson Lima recebe comitiva do BNDES para discutir retomada de investimentos do Fundo Amazônia Fazem parte da comitiva o Superintendente da Área de Gestão Pública do BNDES, Júnior Leite, e o Chefe de Departamento de Meio Ambiente, Nabil Kadri.

MANAUS, AM - O governador Wilson Lima recebeu, na manhã desta quarta-feira (22/01), na sede do Governo do Estado, na Compensa II, zona oeste da capital, uma comitiva do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) que veio ao Amazonas conhecer projetos financiados pelo Fundo Amazônia. Fazem parte da comitiva o Superintendente da Área de Gestão Pública do BNDES, Júnior Leite, e o Chefe de Departamento de Meio Ambiente, Nabil Kadri.

 

“O BNDES é o encarregado de administrar o Fundo Amazônia e nós temos o prazer em mostrar como os recursos estão sendo bem investidos e nos ajudando a desenvolver a área ambiental no Amazonas. Nós temos projetos bem sucedidos tocados com esses recursos e é importante que eles vejam de perto a importância disso. Nós precisamos retomar os investimentos em projetos aqui no estado,” disse o governador do Amazonas. 

 

O Fundo Amazônia já captou mais de R$ 3 bilhões junto aos doadores - principalmente da Alemanha e Noruega. O orçamento é destinado para o andamento de ações de conservação e uso sustentável das florestas da Amazônia. Para o secretário de Meio Ambiente do Amazonas, Eduardo Taveira, o momento é de reafirmar parcerias em defesa da Amazônia.

 

“Esse encontro é extremamente importante para o Amazonas, pois reafirma o principal pilar do trabalho realizado pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema): a conservação ambiental só pode ser alcançada aliada tanto à defesa das nossas florestas como a projetos de desenvolvimento sustentável. Os recursos do Fundo Amazônia permitem o crescimento econômico tradicional com a responsabilidade da manutenção das nossas riquezas naturais”, disse o secretário.

 

Além de Eduardo Taveira, também esteve presente na reunião o diretor de florestas do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Joaquim Leite. Ele confirmou que a Secretaria Nacional da Amazônia será implantada em Manaus, com as atividades em funcionamento dentro da Sema.

 

Ao governador, Joaquim Leite disse também que será disponibilizada, ainda neste trimestre, a primeira parcela do ProjeCAR, que é o projeto de inscrição e análise do Cadastro Ambiental Rural, apresentado ao Governo Federal pela Sema e aprovado ano passado.

 

“Existem inúmeras vantagens para o agricultor cadastrado no CAR, que incluem o planejamento do imóvel rural, comprovação de regularidade ambiental, segurança jurídica, comercialização de cotas de reserva ambiental, além de maior competitividade no mercado e acesso ao crédito agrícola. Sem dúvida, o CAR é um passo importante para o Amazonas”, disse Wilson Lima. 

 

O Cadastro Ambiental Rural (CAR) é um documento eletrônico, criado pela Lei 12.651/2012, que garante a preservação do meio ambiente sem interferir no desenvolvimento da agricultura. O CAR é obrigatório para todos os imóveis rurais e visa controlar, monitorar e combater o desmatamento das florestas e demais formas de vegetação nativa do Brasil.

 

O ProjeCAR é coordenado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), com apoio do Idam, Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Fundo Amazônia e Agência de Cooperação Alemã (GIZ).

 

Visitas a Unidades de Conservação - A comitiva do BNDES segue a agenda no Amazonas com visita a Unidades de Conservação (UC) estaduais, gerenciadas pela Sema. Na tarde desta quarta-feira (22/01), o grupo se dirigiu até a Comunidade Tumbira, localizada na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Negro. 

 

No local, uma visita técnica foi realizada ao Núcleo de Conservação e Sustentabilidade (NCS) Agnello Bittencourt Uchoa e a projetos de geração de renda apoiados pelo Fundo Amazônia. Pela noite, a comitiva se reúne com lideranças tradicionais para uma roda de conversa.

 

Na quinta-feira (23/01), a comitiva participará de uma reunião de alinhamento com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), para organizar o apoio do Fundo Amazônia para 2020. No mesmo dia, o grupo segue para a RDS Uatumã, onde será inaugurada a mini-usina de óleos vegetais. A programação do dia inclui uma reunião junto ao secretário da Sema, Eduardo Taveira, ao Instituto de Conservação e o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam) e lideranças comunitárias.

 

A visita da comitiva do BNDES encerra na sexta-feira (24/01), com visita a viveiro de mudas e Sistema Agroflorestal (SAF) da RDS Uatumã. Implantado no âmbito do Programa Carbono Neutro, do Idesam, o SAF realiza a compensação de emissões de gás com o plantio da agrofloresta, junto às populações tradicionais da reserva.

Sobe Catracas

LUIZ PACHECO, presidente da Escola de Samba Aparecida

Escola de Samba Mocidade Independente de Aparecida foi campeã do Carnaval de Manaus 2020

Desce Catracas

JOSÉ LUIZ FELÍCIO FILHO, presidente da MAP/Passaredo

Map Passaredo Linhas Aéreas deixou o trecho Parintins-Manaus-Parintins sem voos durante os três dias do Carnaval