Quarta, 23 de setembro de 2020

DeAmazônia

MENU
Atualizado em 15/01/2020

Bandas e Blocos têm até quinta para recorrer de resultado de edital

Ao todo, 135 propostas foram inscritas no edital. Desse total, 99 já estão habilitadas e, a outras 34, ainda cabe recurso.

Bandas e Blocos têm até quinta para recorrer de resultado de edital O documento deve ser protocolizado na sede da Manauscult, localizada na avenida André Araújo, 2767, Aleixo, das 8h às 17h - Foto – David Batista / Manauscult

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Os proponentes que tiveram seus projetos de bandas e blocos de ruas do Carnaval 2020 inabilitados no edital nº 010/2019, lançado pela Prefeitura de Manaus, têm até esta quinta-feira, 16/01, para apresentar recurso junto a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

 

O edital prevê apoio de palco, som, iluminação, banheiro químicos e similares para até 110 eventos carnavalescos, que deverão acontecer entre 7 de fevereiro e 15 de março.

 

Ao todo, 135 propostas foram inscritas no edital. Desse total, 99 já estão habilitadas e, a outras 34, ainda cabe recurso. Duas propostas já foram inabilitadas. O documento deve ser protocolizado na sede da Manauscult, localizada na avenida André Araújo, 2767, Aleixo, das 8h às 17h.

 

Para concorrerem ao edital, os proponentes das bandas e blocos de ruas devem atender a critérios obrigatórios, entre os quais: comprovar interesse público e participação popular que justifique o investimento de recurso público; comprovar a realização do evento há, pelo menos, quatro edições anteriores; apresentar propostas e ações de redução de impactos sociais e ambientais, bem como garantia de direitos, como por exemplo, campanhas de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, ou combate a violência contra crianças, adolescentes e afins ou de preservação ambiental, entre outros.

 

O edital completo está disponível no portal Viva Manaus, pelo link: www.vivamanaus.com/editais.

Sobe Catracas

ALBERTO NASCIMENTO JÚNIOR, promotor de justiça

Foi nomeado pelo governador do Amazonas procurador-geral de Justiça do Estado para o biênio 2020/22

Desce Catracas

CHICO COSTA, ex-prefeito de Carauari

TCE-AM multou o ex-prefeito em R$134,6 mil por convênio irregular firmado com a Seduc em 2014