DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/01/2020

Transferência para alunos da rede municipal de manaus inicia nesta terça (14)

As escolas terão atendimento presencial, de 8h às 17h, de segunda à sexta-feira, para os pais ou responsáveis que não conseguirem realizar o procedimento online.

Transferência para alunos da rede municipal de manaus inicia nesta terça (14) As escolas terão atendimento presencial, de 8h às 17h, de segunda à sexta-feira, para os pais ou responsáveis que não conseguirem realizar o procedimento online.

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A Prefeitura de Manaus alerta Pais ou responsáveis por alunos da rede municipal de ensino para o período de transferência, que inicia nesta terça-feira, 14/1, e segue até quinta-feira, 16/1. O procedimento pode ser realizado pelo site https://www.matriculas.am.gov.br/ a partir das 00h01 ou de forma presencial, em qualquer unidade pública de ensino. Em caso de perda do prazo, os candidatos terão que esperar o encerramento do período de matrícula para novos alunos, no próximo dia 20/1, para tentar outra oportunidade. 

 

A transferência acontece após a escola, que não oferece continuidade de ensino para o próximo ano, reordenar automaticamente o aluno para outra unidade de ensino que ofereça a próxima modalidade (alunos da Educação Infantil para o Ensino Fundamental, ou escola que oferecem até o 5º ano).

 

Na reordenação é levado em consideração a lei vigente que determina que o estudante deve ser matriculado em escola com um raio de até dois quilômetros de distância informado no comprovante de residência. Mesmo o reordenamento sendo automático, os pais precisam ir à escola para confirmar a matrícula.  Outro motivo para solicitar a transferência é quando o aluno muda de endereço.   

 

A gerente de Matrícula e Dados de Rede da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Darlene Liberato, alerta aos pais ou responsáveis pelas crianças de que a mudança de escola só deve ser feita quando houver certeza do procedimento e que é necessário confirmar a matrícula na outra unidade de ensino no tempo determinado. 

 

“A Semed pede que os pais só solicitem transferência se realmente tiverem certeza que querem trocar o aluno para qual foi reordenado. Muitas vezes acontece de solicitar a transferência e não confirmar na outra escola e o aluno acaba perdendo a vaga na rede pública de ensino, já que uma vez feita a solicitação da transferência o estudante é desligado da escola”, explicou Darlene.

 

Se a solicitação for feita de forma online, o responsável precisará ir à escola em que o aluno estava matriculado para pegar o documento de Designação, que é a confirmação da disponibilização para outra unidade. “Não é realizada a transferência sem o documento de Designação, ele é a confirmação do pedido do processo, sem isso o aluno não é matriculado na escola de interesse”, reforçou a gerente de matrícula da Semed.

 

O diretor-presidente da Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam) João Guilherme de Moraes Silva, alerta que é importante que pais ou responsáveis não deixem para fazer o cadastro no sistema de matrículas no momento em que forem reservar a vaga.

 

“Para agilizar o processo pedimos que os responsáveis acessem o site e se cadastrem, inserindo nome, e-mail e CPF. O sistema enviará um e-mail de ativação e o responsável deverá confirmar e ativar o seu cadastro. Também é recomendável que o responsável faça o registro dos estudantes que serão matriculados para o ano letivo de 2020”, explicou Guilherme.

 

As escolas terão atendimento presencial, de 8h às 17h, de segunda à sexta-feira, para os pais ou responsáveis que não conseguirem realizar o procedimento online.

 

 

Educação Especial

As matrículas para alunos novatos na rede pública de ensino para Educação Especial iniciaram na última sexta-feira, 10/1, e finalizam nesta segunda-feira, 13/1. Até a manhã desta segunda-feira, foram matriculados 1.626 novos alunos com deficiência, sendo 1.064 (356 pela internet e 708 presencial) na rede estadual, e 562 (445 pela internet e 117 presencial) na rede municipal.

Fotos - Eliton Santos / Semed

Sobe Catracas

DELISSA VIEIRALVES FERREIRA, promotora de Justiça

Ação Civil Pública, em conjunto com a promotora Nilda Silva, derrubou na Justiça decisão da Seduc de militarizar Escola Tiradentes, em Manaus

Desce Catracas

RAYLAN BARROSO, prefeito de Eirunepé

Foi cobrado pelo MPF para fazer processo seletivo, pagar funcionários indigenas e regularizar merenda escolar