DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/01/2020

Parintins reajusta piso dos professores em 12,84 % e vai pagar abono

Prefeitura vai pagar o abono junto com o salário do mês de janeiro

Parintins reajusta piso dos professores em 12,84 % e vai pagar abono prefeito de Parintins, Bi Garcia (PSDB), anunciou no sábado (11/01),  em programa de cadeia de Radio - Foto: Yuri Pinheiro

DEAMAZÔNIA PARINTINS, AM - O prefeito de Parintins, Bi Garcia (PSDB), anunciou no sábado (11/01),  em programa de cadeia de Radio, que a prefeitura vai reajustar o piso salarial dos professores municipais em mais 12, 84% que que também pagará o abono salarial. O repasse beneficiará educadores efetivos e contratados que atuaram na rede municipal de ensino no ano de 2019.

 

O pagamento do abono salarial será feito juntamente com o salário do mês de janeiro. Cada professor receberá proporcionalmente com os meses trabalhados no ano de 2019.

 

Nesta segunda (13) o prefeito em exercício Tony Medeiros reuniu com o Sindicato dos Professores para repassar orientações sobre o pagamento.  

 

De acordo com relatório da Secretaria Municipal de Educação (Semed), em 2019 os gastos com o pagamento de pessoal na educação chegou ao percentual de 58,04%. Conforme legislação vigente é obrigatória a aplicação de 60% dos recursos com o pagamento dos educadores. Em razão disso houve a sobra de R$ 1.373.100,00 (um milhão trezentos e setenta e três mil, e cem reais) que será utilizado no repasse de abono.

 

 “Nós estamos dando um aumento de 12,84%, que é do piso do magistério. Como também houve sobra de recursos, estamos fazendo o repasse de abono que será rateado entre os professores da rede municipal”, assinalou Medeiros.

 

A presidente do Sindicato dos Professores de Parintins, Arineide Tavares, avalia de forma positiva o pagamento do abono e reajuste da base salarial. “É positivo que a Prefeitura cumpra suas obrigações. Nós demos entrada em documento com relação a esse assunto ainda em dezembro de 2019 e agora já tivemos a resposta, uma resposta positiva. É importante a gestão municipal cumprindo sua parte, assim como nós já cumprimos em sala de aula”, afirma.

 

Sobe Catracas

DELISSA VIEIRALVES FERREIRA, promotora de Justiça

Ação Civil Pública, em conjunto com a promotora Nilda Silva, derrubou na Justiça decisão da Seduc de militarizar Escola Tiradentes, em Manaus

Desce Catracas

RAYLAN BARROSO, prefeito de Eirunepé

Foi cobrado pelo MPF para fazer processo seletivo, pagar funcionários indigenas e regularizar merenda escolar