DeAmazônia

MENU
Atualizado em 13/01/2020

Bloco Fax Club vai homenagear Klinger Araújo no Carnailha 2020

"Ele foi o primeiro divulgador das toadas de boi em Manaus', afirmou o presidente Maurício Porto

Bloco Fax Club vai homenagear Klinger Araújo no Carnailha 2020 Klinger Araújo, o 'Furacão do boi", será homenageado no Carnailha 2020

DEAMAZÕNIA PARINTINS, AM - O diretor do bloco carnavalesco Fax Club, Maurício Porto, confirmou que o cantor e compositor Klinger Araújo, o ‘Furacão do boi”, será o enredo da agremiação no Carnailha 2020, em Parintins. A Fax destacará a colaboração que Klinger deu ao Festival de Parintins, em Manaus, ao ser o primeiro artista a difundir a toada dos bois Garantido e Caprichoso.

 

Na década de 90, as Rádios da capital passaram a executar, em todas as suas programações, as toadas, época em que ocorreu o apogeu do Movimento Marujada (MM), do Caprichoso e depois de alguns anos, a criação do Movimento Amigos do Garantido (MAG).

 

Klinger era radialista da Rádio Difusora [ recém chegado da Rádio Alvorada de Parintins]. Em Manaus, o ‘Furacão do boi’ passou ainda pelas Rádios Cidade Tropical, FM do Povo, Novidade FM, foi locutor da programação TV Amazonas, além de passar por outras emissoras em Belém (PA) e em Fortaleza (CE) .

 

“Na década de 90, Klinger foi um dos grandes divulgadores das toadas e do Festival de Parintins nas Rádios. Isso também será lembrado na homenagem”, afirma o presidente da Fax Club.  

 

No Festival de Parintins, Klinger Araújo iniciou no boi Garantido, onde compôs ‘Na Baixa do São José”, em parcerias, e somente em 1994, ingressou no Caprichoso.

 

Klinger levou ainda o Festival de Parintins para programas nacionais de TV como Raul Gil, Ratinho e programa da Xuxa. “O Klinger, é parintinense, e é merecedor deste reconhecimento que a Fax Club vai levar para a avenida no Carnailha”, concluiu Porto.    

Sobe Catracas

DELISSA VIEIRALVES FERREIRA, promotora de Justiça

Ação Civil Pública, em conjunto com a promotora Nilda Silva, derrubou na Justiça decisão da Seduc de militarizar Escola Tiradentes, em Manaus

Desce Catracas

RAYLAN BARROSO, prefeito de Eirunepé

Foi cobrado pelo MPF para fazer processo seletivo, pagar funcionários indigenas e regularizar merenda escolar