DeAmazônia

MENU
Atualizado em 11/01/2020

Conheça um pouco mais sobre a centenária banda de música da PM do Amazonas

Banda existe há 118 anos e é composta por 43 policiais músicos

Conheça um pouco mais sobre a centenária banda de música da PM do Amazonas Policiais militares que compõem o grupo musical também atuam no policiamento ostensivo (Foto: Carlos Soares/SSP-AM)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - Com uma média de 300 apresentações por ano, a banda da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) vem se destacando no meio musical amazonense há 118 anos. Composto por 43 policiais músicos, o grupo tem repertório eclético e embala o público de todas as idades em solenidades, formaturas e shows, e é um dos grupamentos mais famosos da PM.

 

O repertório é diversificado e inclui ritmos diversos, como o boi-bumbá, símbolo da cultura amazonense. O foco é sempre manter o entusiasmo do público e da tropa de militares. Os músicos utilizam especialmente instrumentos de sopro e percussão. Dependendo do repertório a ser apresentado, a formação pode ainda abrigar lira, bateria, teclado, guitarra, baixo e voz.

 

“Muitos de nossos músicos tocam mais de um instrumento, e nossa formação instrumental é igual à das outras bandas das Forças Armadas e similar à de uma wind band (banda de sopros) norte-americana”, explicou o subtenente Edmar Reis, comandante e regente da banda da PMAM.


Com tantas apresentações, o regente relembra momentos que marcaram a história do grupo. “Já fizemos apresentações no Teatro Amazonas, nas capitais da região Norte, em municípios do interior, e as formaturas e solenidades são as que mais me emocionam”, afirmou.

 

Em 2014, a banda gravou um CD em parceria com o coral da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). Canções de cerimoniais, hinos de diversos municípios e canções militares compuseram a coletânea.

 

Nomes de peso

Desde que foi formada, em 3 de junho de 1893, nomes importantes passaram pela banda da Polícia Militar. É o caso do tenente Ernani Puga, que musicalizou a letra da canção da PMAM, e do sargento corneteiro Sérgio Ramos, conhecido por atuar na formação de fanfarras estudantis na capital.

 

Alguns integrantes fizeram parte de outras formações no estado, como a Orquestra Amazonas Filarmônica e a Amazonas Band. Outros participaram de grupos tradicionais de Carnaval, como a Banda da Bica e a Banda do Galo.

 

Integrante da banda há 28 anos, Edmar Reis é maestro e também uma espécie de memória viva do grupo. As primeiras histórias ele ouviu do pai, que também era policial militar e membro da banda. "Meu pai foi um dos comandantes, e observá-lo tocando aqueles instrumentos me inspirou a querer aprender”, disse.

 

Policiamento

Os policiais militares que compõem o grupo musical também atuam no policiamento ostensivo, conforme explica o subtenente Edmar Reis. “Somos policiais atuando na proteção e preservação da ordem pública, mas também contribuímos com esse dom”, afirmou.

Sobe Catracas

LUIZ PACHECO, presidente da Escola de Samba Aparecida

Escola de Samba Mocidade Independente de Aparecida foi campeã do Carnaval de Manaus 2020

Desce Catracas

VILSON GONÇALVES, prefeito de Aveiro (PA)

Virou alvo da Justiça em processo criminal acusado de recolher ICMS de mercadoria para exportação sem comprovar para Sefa saída do produto