DeAmazônia

MENU
Atualizado em 19/12/2019

"MAP continua prejudicando o consumidor amazonense", denuncia Saullo Vianna

Deputado apresentou requerimento solicitando ao Procon-AM e a Delegacia do Consumidor que empresa apresente solução para prejuízo de passageiros

Saullo Vianna denuncia MAP (Foto: Samuel Costa)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - O deputado Saullo Vianna usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), nesta quarta-feira (18), para denunciar mais uma vez o descaso da MAP/Passaredo Linhas Aéreas em suas operações no interior do estado.

 

O parlamentar apresentou requerimento solicitando ao Departamento do Programa Estadual de Proteção, Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-AM) e à Delegacia do Consumidor (Decon) que notifique a empresa MAP/Passaredo Linhas Aéreas para apresentar lista de voos cancelados e atrasados, lista de passageiros com intuito de verificar o prejuízo ocasionado aos clientes.

 

Saullo lembrou que vem denunciando a MAP há alguns meses, sobre os sucessivos atrasos e cancelamentos de voos o que resultou na sua ida à sede da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) em Brasília. “Na ocasião, a Anac disse que não tinha como interferir pois sua responsabilidade de supervisionar a atividade da aviação e a segurança dos voos. Enquanto isso, a MAP continua fazendo pouco do consumidor amazonense”, salientou.

 

Após repercussão sobre o isolamento aéreo ocasionado pela MAP, com os cancelamento em outubro de voos regulares que mantinha para Coari (distante 363 km de Manaus em linha reta), Eirunepé (distante 1.160 km da Capital), Tefé (523 km) e Parintins (369 km), por exemplo, a empresa anunciou a retomada de voos para estes municípios no início de dezembro.

 

Porém, o deputado alertou que os adiamentos e cancelamentos continuam. “As pessoas têm me procurado para reclamar por conta de inúmeros atrasos e cancelamentos de voos da MAP. Este fim de semana, o voo que a empresa teria para Parintins foi cancelado duas vezes, e quem tentou ir para abertura da Expopin no sábado, dia 14, não conseguiu embarcar.”

 

“Os passageiros que chegaram no aeroporto de Manaus no domingo, 15, disseram que no momento do check-in funcionários da empresa pediam que desistissem de embarcar ou remarcassem a data, por questões de segurança, só iria viajar com 19 passageiros enquanto a aeronave tem capacidade para 36 passageiros”, complementou.

 

Saullo enfatizou que está preocupado com a segurança dos passageiros e que vai continuar denunciando a empresa para que medidas enérgicas sejam tomadas quanto à responsabilidade da MAP/Passaredo em suas operações no Amazonas.

Sobe Catracas

FRAN CANTO, empresário parintinense

Capacete de oxigenação, fabricado pela gráfica dele, para pacientes com dificuldade respiratória, foi aprovado por médicos, por eficácia e economia

Desce Catracas

ROMEIRO MENDONÇA, prefeito de Presidente Figueiredo

Teve mandato cassado pelo TSE para se afastar do cargo, com o vice Mário Abrahão, imediatamente