DeAmazônia

MENU
Atualizado em 03/12/2019

Oposição tem 51% contra 48% e leva eleição da Ufam/Parintins para o 2º. turno

Sandra Helena e Cledenilson Mendonça vão disputar cargo de diretor no dia 11 de dezembro

Oposição tem 51% contra 48% e leva eleição da Ufam/Parintins para o 2º. turno Sandra Helena (chapa 10) e Cledenilson Mendonça (chapa 03) vão disputar segundo turno, em Parintins

DEAMAZÔNIA PARINTINS, AM - A eleição para a escolha do novo diretor da Ufam de Parintins ( a 325 quilômetros de Manaus) vai ser decidida num segundo turno, que acontecerá no dia 11 de dezembro. A professora Sandra Helena (chapa 01) e o professor Cledenilson Mendonça (chapa 03) disputarão a preferência de professores, técnicos e estudantes.

 

No primeiro turno do pleito realizado nesta segunda-feira (02/11), em Parintins, Sandra Helena foi a candidata mais votada obtendo 48% dos votos, contra 36% de Cledenilson Mendonça e 15% de Thiago Costa ( chapa 02).

 

Como nenhum dos candidatos obteve a média acima dos 50% a regra eleitoral acadêmica estabelece nova eleição. O que motivou o segundo turno foi a computação geral, que ficou assim: Sandra 48%; Oposição 51% (Cledenilson e Tiago). O atual diretor do Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (ICSEZ), José Luís apoiava a chapa de Sandra.

 

Entre os docentes ( professores) a chapa 01 obteve 40 votos e a oposição 23 votos; entre os técnicos a oposição recebeu  25 votos contra 11 da chapa 01. Já entre os alunos a diferença favorável a chapa 1 contra a oposição foi de apenas 19 votos. A Chapa 1 recebeu 341 votos contra 322 da oposição.

 

A eleição mostrou ainda o desinteresse da comunidade acadêmica em votar para a escolha do novo diretor. De um total de 1700 eleitores  aptos a votar, apenas 787 compareceram às urnas, nesta segunda. São 1560 estudantes do ICSEZ, 95 professores e 45 técnicos.  

 

VEJA O RESULTADO OFICIAL

Sobe Catracas

RUI MACHADO, artista plástico

Recebeu comenda da Ordem do Mérito Legislativo da Aleam, em reconhecimento por trabalho com coisas da Amazônia

Desce Catracas

RONALDO TABOSA, vereador de Manaus

Pela quarta vez, teve mandato cassado pelo TRE/AM, dessa vez, por infidelidade partidária com o PP