DeAmazônia

MENU
Atualizado em 29/11/2019

Governo anuncia volta de exames de tomografia para o Baixo Amazonas

Municípios de Parintins, Nhamundá, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Maués e parte do estado do Pará voltarão a receber exames complexos de radioimagem

Governo anuncia volta de exames de tomografia para o Baixo Amazonas Governo do Estado anuncia a volta de exames de tomografia para atender população carente do Baixo Amazonas (Foto: Divulgação)

DEAMAZÔNIA PARINTINS, AM - Os municípios de Parintins, Nhamundá, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Maués e parte do Pará (Faro, Terra Santa e Juruti), todos localizados na região do Baixo Amazonas, voltarão a ser beneficiados com a realização de exames complexos como tomografia e ecodoppler (ultrassonografia com doppler colorido) e demais serviços de radioimagem.

 

O anúncio foi feito pelo governo Wilson Lima, por meio do Secretário da Susam, Cássio Roberto Espírito Santo, no programa Caldeirada, da Rádio Tiradentes, na manhã desta sexta-feira (29/11), para a apresentadora Márcia Baranda.

 

Durante entrevista o Secretário anunciou que o Governo do Estado está implementando ações de saúde no município desde o mês de junho quando deixou todos os equipamentos nos hospitais.

 

“Transferimos recursos substanciais do Fundo de Turismo (FTI) para o município e agora estamos implantando o serviço de análise de imagem que é necessário para a região. Esse serviço sempre existiu e deixou de funcionar nas ultimas gestões e agora estamos retomando”, anunciou.

 

De acordo com o Secretário, a Clínica de Diagnóstico por Imagem de Parintins, firmará convênio com a Secretaria Estadual de Saúde(Susam) para fomentar o serviço de radiologia. 

 

Informou que a dispensa de licitação está sendo feita com toda lisura, de forma paralela ao processo licitatório para a contratação do serviço de radioimagem, até então inexistente no município de Parintins. 
 


O contrato inclui exames complexos, como tomografia e ecodoppler (ultrassonografia com doppler colorido), todos essenciais para o diagnóstico e para conferir ao município de Parintins maior resolutividade médica em casos complexos. 

 

 “Apesar de ter um teto de valor que é o que mais as pessoas estão comentando e preocupadas o Estado vai pagar apenas o que for realizado. Será um serviço regulado, os médicos da rede do município de Parintins e do entorno, eles que vão solicitar e assinar e vai ser tudo controlado, ressaltou.

 

A decisão do governo de atender o Baixo Amazonas vai reduzir as transferências aéreas para a capital, Manaus. 

 

“Com a oferta dos serviços, os pacientes que necessitam de exames de imagem não precisam se deslocar até a capital”, declarou o secretário, demonstrando toda a sensibilidade do Governador Wilson Lima de melhorar a qualidade da saúde para a população dessa região. 

 

“Então agora as pessoas vão poder fazer os exames em Parintins, isso é importante porque reduz os gastos com TFD (Tratamento Fora do Domicílio). A gente que é do interior do Amazonas conhece as dificuldades quando alguém tem que ir a Manaus e nas unidades de Saúde para conseguir o atendimento. Então é uma maneira de beneficiar a população do Baixo Amazonas”, enfatizou.

 

De acordo  com informações da direção do Hospital Padre Colombo, existe em média de 3 a 4 solicitações de Tomografia no Hospital Padre Colombo por dia, pacientes de Parintins e provenientes de outros municípios do Baixo Amazonas ( Barreirinha, Nhamundá, Boa Vista do Ramos) e do Estado do Pará ( Juruti, Faro e Terra Santa). Pacientes estes atendidos na Emergência e pacientes Internados.

 

A CDI atua em Parintins há 13 anos prestando serviços de radioimagem de última geração. O proprietário é o médico parintinense e radiologista Francisco Cardoso que atua na área há cerca de 30 anos. 

 

Desde o governo de José Melo, Parintins não era atendida com exames complexos porque foi cortado o convênio por questões políticas com a única clínica que dispõe desse tipo de atendimento, a Clínica de Diagnóstico por Imagem de Parintins (CDI).

Sobe Catracas

DELISSA VIEIRALVES FERREIRA, promotora de Justiça

Ação Civil Pública, em conjunto com a promotora Nilda Silva, derrubou na Justiça decisão da Seduc de militarizar Escola Tiradentes, em Manaus

Desce Catracas

RAYLAN BARROSO, prefeito de Eirunepé

Foi cobrado pelo MPF para fazer processo seletivo, pagar funcionários indigenas e regularizar merenda escolar