DeAmazônia

MENU
Atualizado em 22/11/2019

MP/AM abre investigação contra Anderson por suposto sumiço de R$ 2 milhões da Previdência

‘Prefeito Ostentação’ vai responder por crime de apropriação indébita: descontava dos salários dos servidores  

MP/AM abre investigação contra Anderson por suposto sumiço de R$ 2 milhões da Previdência Anderson Sousa, prefeito de Rio Preto da Eva

DEAMAZÔNIA RIO PRETO DA EVA, AM - O Ministério Público do Amazonas (MP/AM), instaurou no dia 18 de outubro, inquérito civil 002/2019, para investigar o prefeito de Rio Preto da Eva ( distante a 80 quilômetros de Manaus), Anderson Sousa (PROS), a fim de que ele explique o suposto sumiço de R$ 2 milhões das contas do fundo previdenciário municipal. O prefeito recolhia a contribuição por meio de descontos da folha salarial dos servidores, mas não repassava ao Instituto de Previdência Privada de Rio Preto da Eva (IMPREV/RPE). 

 

O promotor de Justiça de Rio Preto, Vivaldo Castro de Sousa, notificou a presidente do IMPREV/RPE, Larissa Farah da Costa, para que no próximo dia 03 de dezembro, dê explicações sobre a movimentação bancária do fundo previdenciário. ( Veja ao final da matéria).

 

Desde o mês de junho de 2018, que a Câmara de Rio Preto tentava ouvir explicações de Larissa Faran. Ainda em outubro, do ano passado, a presidente do IMPREV pediu ao Legislativo mais 60 dias de prazo para apresentar o saldo bancário do Instituto e depois desse período se recusou a comparecer a Câmara. O prefeito Anderson Sousa também ignorou todos os ofícios solicitando esclarecimentos.

 

PRISÃO________

A fraude previdenciária caracteriza crime de apropriação indébita, que se comprovada pode até resultar na prisão do prefeito Anderson Sousa. O Instituto Previdenciário foi criado pela Lei nº 424 de dezembro de 2017, e sancionada pelo próprio prefeito.  

 

A denuncia ao MP/AM foi feita, no final de outubro de 2018,  pelo vereador cabo Marcelo Santos, único de oposição no município.

 

Em retaliação, Anderson Sousa, que ficou conhecido como ‘prefeito Ostentação’ [ por ostentar em viagens internacionais de luxo e baladas nas redes sociais], tenta a todo custo cassar o mandado de Marcelo Santos, com manobra na Câmara, onde tem, atualmente, a maioria, de um total de 11 vereadores.

 

ÁGUA NO CHOPP_______

A notícia da atuação do MP contra a gestão de Anderson cai como uma bomba em Rio Preto.  É que neste sábado (23/11) é aniversário do prefeito, e ele prepara a festa com grande churrascada, e show musical, em seu sítio no Alto Rio [ o prefeito também deve cantar]. A festa começa desde às 10h e não tem hora para a acabar.

INQUÉRITO CIVIL INSTAURADO PELO MP/AM 

Sobe Catracas

FRAN CANTO, empresário parintinense

Capacete de oxigenação, fabricado pela gráfica dele, para pacientes com dificuldade respiratória, foi aprovado por médicos, por eficácia e economia

Desce Catracas

ROMEIRO MENDONÇA, prefeito de Presidente Figueiredo

Teve mandato cassado pelo TSE para se afastar do cargo, com o vice Mário Abrahão, imediatamente