DeAmazônia

MENU
Atualizado em 22/11/2019

MP/AM abre investigação contra Anderson por suposto sumiço de R$ 2 milhões da Previdência

‘Prefeito Ostentação’ vai responder por crime de apropriação indébita: descontava dos salários dos servidores  

MP/AM abre investigação contra Anderson por suposto sumiço de R$ 2 milhões da Previdência Anderson Sousa, prefeito de Rio Preto da Eva

DEAMAZÔNIA RIO PRETO DA EVA, AM - O Ministério Público do Amazonas (MP/AM), instaurou no dia 18 de outubro, inquérito civil 002/2019, para investigar o prefeito de Rio Preto da Eva ( distante a 80 quilômetros de Manaus), Anderson Sousa (PROS), a fim de que ele explique o suposto sumiço de R$ 2 milhões das contas do fundo previdenciário municipal. O prefeito recolhia a contribuição por meio de descontos da folha salarial dos servidores, mas não repassava ao Instituto de Previdência Privada de Rio Preto da Eva (IMPREV/RPE). 

 

O promotor de Justiça de Rio Preto, Vivaldo Castro de Sousa, notificou a presidente do IMPREV/RPE, Larissa Farah da Costa, para que no próximo dia 03 de dezembro, dê explicações sobre a movimentação bancária do fundo previdenciário. ( Veja ao final da matéria).

 

Desde o mês de junho de 2018, que a Câmara de Rio Preto tentava ouvir explicações de Larissa Faran. Ainda em outubro, do ano passado, a presidente do IMPREV pediu ao Legislativo mais 60 dias de prazo para apresentar o saldo bancário do Instituto e depois desse período se recusou a comparecer a Câmara. O prefeito Anderson Sousa também ignorou todos os ofícios solicitando esclarecimentos.

 

PRISÃO________

A fraude previdenciária caracteriza crime de apropriação indébita, que se comprovada pode até resultar na prisão do prefeito Anderson Sousa. O Instituto Previdenciário foi criado pela Lei nº 424 de dezembro de 2017, e sancionada pelo próprio prefeito.  

 

A denuncia ao MP/AM foi feita, no final de outubro de 2018,  pelo vereador cabo Marcelo Santos, único de oposição no município.

 

Em retaliação, Anderson Sousa, que ficou conhecido como ‘prefeito Ostentação’ [ por ostentar em viagens internacionais de luxo e baladas nas redes sociais], tenta a todo custo cassar o mandado de Marcelo Santos, com manobra na Câmara, onde tem, atualmente, a maioria, de um total de 11 vereadores.

 

ÁGUA NO CHOPP_______

A notícia da atuação do MP contra a gestão de Anderson cai como uma bomba em Rio Preto.  É que neste sábado (23/11) é aniversário do prefeito, e ele prepara a festa com grande churrascada, e show musical, em seu sítio no Alto Rio [ o prefeito também deve cantar]. A festa começa desde às 10h e não tem hora para a acabar.

INQUÉRITO CIVIL INSTAURADO PELO MP/AM 

Sobe Catracas

DELISSA VIEIRALVES FERREIRA, promotora de Justiça

Ação Civil Pública, em conjunto com a promotora Nilda Silva, derrubou na Justiça decisão da Seduc de militarizar Escola Tiradentes, em Manaus

Desce Catracas

RAYLAN BARROSO, prefeito de Eirunepé

Foi cobrado pelo MPF para fazer processo seletivo, pagar funcionários indigenas e regularizar merenda escolar