DeAmazônia

MENU
Atualizado em 21/11/2019

Em Portugal, Flamenguistas se organizam para assistir a final da Libertadores

Em Lisboa, a Embaixada Fla-Portugal prepara grande Fan Fest; Consulado Oficial Fla-Braga também organiza evento

Em Portugal, Flamenguistas se organizam para assistir a final da Libertadores Flamenguistas, da Embaixada Fla-Portugal, em Lisboa realizarão Fan Fest (Fotos: Rodrigo Araújo)

POR RODRIGO ARAÚJO

DEAMAZÔNIA LISBOA, POR - A comunidade flamenguista em Portugal está eufórica com a final da Copa Libertadores da América. Torcidas organizadas e grupos de amigos estão preparando o ambiente ideal para acompanhar, mesmo do outro lado do oceano Atlântico, o jogo decisivo entre Flamengo e River Plate, neste sábado, a partir das 20h no horário local.

 

Em Lisboa, a Embaixada Fla-Portugal está preparando uma grande Fan Fest com área para receber 2 mil pessoas, em Docas de Alcantara. As mesas para o evento já estão esgotadas desde quarta-feira, mas haverá o espaço externo gratuito, com telão em LED, o mesmo que exibiu todos os jogos do Flamengo ao longo ano. O esquenta será a partir das 14h.

Consulado Fla-Braga, na cidade de Braga, reúne flamenguistas do Norte de Portugal

 

Na cidade de Braga, a concentração rubro-negra será na Praça do Município, a partir das 18h.O Consulado Oficial Fla-Braga é o organizador da festa, que deve reunir brasileiros de várias cidades do Norte do País.

 

Segundo o cônsul da Fla-Braga, Fabiano Duarte, a previsão é que pelo menos 500 pessoas prestigiem o evento. “A Câmara Municipal de Braga abraçou o evento e os portugueses da cidade também”, afirma Duarte.

 

Mas a animação dos flamenguistas em Portugal independe de estrutura. É o caso do recém criado “Fla-Figueira”, um grupo de amigos de Figueira da Foz que vai se reunir no Zuca’s Caffe para torcer pelo time do coração. “Vamos fazer um churrasco, reunir os amigos e torcer pela vitória do Flamengo”, comenta Anderson Simoa, um dos organizadores do encontro.

Sobe Catracas

DELISSA VIEIRALVES FERREIRA, promotora de Justiça

Ação Civil Pública, em conjunto com a promotora Nilda Silva, derrubou na Justiça decisão da Seduc de militarizar Escola Tiradentes, em Manaus

Desce Catracas

RAYLAN BARROSO, prefeito de Eirunepé

Foi cobrado pelo MPF para fazer processo seletivo, pagar funcionários indigenas e regularizar merenda escolar