DeAmazônia

MENU
Atualizado em 22/10/2016

Mais de 30 mil estudantes fazem provas do SIS neste sábado; houve bate-boca e correria

Mais de 30 mil estudantes fazem provas do SIS neste sábado; houve bate-boca e correria Foto: Bruna Souza

MANAUS - Estudantes do Amazonas fazem as provas do Sistema de Ingresso Seriado (SIS), na tarde deste sábado (22), em 110 escolas na capital e no interior do estado. Os 36.432 candidatos concorrem as 1.322 vagas disponibilizadas pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Alguns candidatos não se atentaram para o horário de fechamento dos portões e ficaram de fora do certame. 

 

Isabelle Menezes Gonçalves, 16, é estudante do 1º ano no Colégio Militar de Manaus (CMM) e chegou cedo para fazer a prova. Ela estava se preparando para o SIS desde o início do ano.

 

“Eu tenho feito simulados e cursinhos, sem contar que o colégio me dá uma boa bagagem de aprendizado. Estudei bastante e me sinto preparada. Acordei bem cedo e vim logo para evitar atrasos”, disse.

 

O reitor da universidade, Cleinaldo Costa, participou da abertura oficial dos portões, às 12h, na ESA, e falou sobre o investimento na segurança para evitar fraudes nas provas.

 

“São mais de 80 mil candidatos concorrendo as 3.272 novas vagas na universidade. Essa é uma nova esperança para 2017, dando um futuro para os jovens do nosso estado. São 110 escolas com mais de duas mil pessoas trabalhando na segurança do processo. Investimos para evitar qualquer fraude e estamos fiscalizando para garantir que não haja qualquer problema durante a aplicação das provas. Esperamos que, assim como nos outros anos, tudo aconteça na mais completa tranquilidade”, disse.

 

Antes do fechamento dos portões, houve corre-corre em todas as escolas que receberam o processo seletivo da UEA. Muitos alunos tinham dúvidas sobre os locais de provas e precisaram se deslocar para as outras unidades. Faltando poucos minutos para o início, muitos candidatos optaram pelo serviço de transporte particular para chegar antes do fechamento. Além dos mototaxistas, pais de alunos também aproveitaram para garantir uma renda extra.

 

O despachante José Moraes, 45, foi um deles. Enquanto aguardava o filho fazer a prova, ele viu a oportunidade de ganhar dinheiro e começou a oferecer corridas aos estudantes.

 

“Eu vi que muitos alunos chegavam aqui, mas a prova tinha que ser feita na outra unidade da UEA. E como faltava pouco tempo e não tinha mais taxis ou ônibus, eu me ofereci para levá-los por apenas R$ 5. Eu já fiz três corridas e já garanti o dinheiro da gasolina”, relatou o despachante.

 

Atrasados

Alguns candidatos chegaram atrasados para o primeiro dia de provas do Sistema de Ingresso Seriado na Escola Superior de Ciências da Saúde. Os portões foram fechados exatamente às 13h, no momento do início do exame. De acordo com os candidatos, o trânsito intenso foi a principal responsável pela demora.

 

Aos prantos, Gabriele Almeida, 16, ainda pediu da coordenação do SIS para entrar na unidade de ensino. Uma pane no ônibus da linha 658 foi o motivo para o atraso.

 

“Eu sai de casa às 10h para chegar cedo aqui, mas o meu ônibus quebrou e eu fiquei horas esperando um novo coletivo. Mesmo pegando um mototáxi, para vir mais rápido, eu cheguei aqui e o portão já estava fechado”, relatou a estudante que chegou cinco minutos após o fechamento do portão.

 

O estudante Felipe Ventura, 15, chegou com o pai, o taxista Jorge Ivanelson, 49, no momento em que a segurança da universidade fechava o portão e foi barrado na entrada.

 

“Poxa nós chegamos exatamente 13h, na hora em que o segurança estava fechando o portão. Dois outros estudantes que estavam na frente do meu filho conseguiram entrar, mas ele foi barrado. Agora eu quero sabe o porquê desse privilégio”, disse o pai – que estava inconformado e disse que iria registrar um Boletim de Ocorrência no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), contra a UEA.

 

Segundo Jorge Ivanelson, o filho se atrasou porque durante o deslocamento eles pegaram um congestionamento na rotária, em frente ao Hospital Francisca Mendes, e outro na avenida Constantino Nery.

 

“Ficamos presos no congestionamento e não conseguimos chegar antes. O que questiono é porque o meu filho foi impedido de entrar sendo que outros dois alunos, que estavam na frente dele, conseguiram”.

 

Bate-boca

Pelo menos dois alunos esqueceram os documentos de identificação com fotos e foram barrados pela coordenação da universidade. Dafny Joaquino Viana, 15, disse que foi assaltada na noite anterior e perdeu todos os documentos. Com apenas a certidão de nascimento nas mãos, ela lamentou ter perdido o sonho de cursar medicina, por meio do SIS.

 

“Eu fui barrada e pediram para eu sair da universidade. Fomos cedo na delegacia registrar o B.O, mas como estava demorando eu vim na frente. Meu pai ficou lá, mas até agora ele não chegou com o documento. É muito triste”, disse ela com lágrimas nos olhos.

 

Gustavo Moreira Brasil, 15, também passou pela mesma situação. A mãe do estudante, Luana Moreira Brasil, estava com o RG do filho e chegou na ESA dois minutos após o fechamento dos portões. Gustavo que estava dentro da universidade foi convidado a se retirar e não conseguiu fazer a prova.

 

“É inadmissível que meu filho não tenha conseguido fazer a prova. Ele já estava lá dentro, eu cheguei com o documento dois minutos além do prazo apenas. Eles poderiam ter reconsiderado e deixado ele fazer a prova”.

 

Ouve confusão na frente da Escola Superior de Ciência da Saúde (ESA), localizada na Avenida Carvalho Leal, bairro Cachoeirinha, Zona Sul da capital.

 

A retirada dos dois candidatos causou revolta em alguns pais que estavam do lado de fora do prédio. Houve bate-boca entre eles e três coordenadores da UEA. Os profissionais explicaram que o edital exigia a identificação do aluno com documento oficial com foto e, por isso, os alunos ficaram impossibilitados de fazer as provas.

 

Vestibular

Neste domingo (23) e segunda-feira (24), é a vez dos candidatos que concorrem as 1.950 vagas do vestibular 2016. As provas serão realizadas nos dois dias para 43.850 candidatos em todo o Amazonas.

 

Gabarito

Os gabaritos da prova do SIS e de conhecimentos gerais do vestibular estarão disponíveis para consulta a partir deste domingo (23), às 20h, no portal da UEA (www.uea.com.br).

Bruna Souza - Portal EM TEMPO

Tags:

Sobe Catracas

NATHÁLIA FARIA, karateca amazonense

Do topo do ranking nacional de karatê, atleta chega à seleção brasileira da categoria de base pela terceira vez

Desce Catracas

ADONEI AGUIAR, prefeito de Curinópolis (PA)

Afastado do cargo por acusação de integrar esquema criminoso, STF negou pedido dele para retornar ao cargo