DeAmazônia

MENU
Atualizado em 11/10/2016

Biel é investigado pelo Ministério Público por assédio sexual

Biel é investigado pelo Ministério Público por assédio sexual

Um dia após fazer um acordo judicial em que terá que pagar R$ 4,4 mil para uma instituição de caridade, o funkeiro Biel agora vai ter que enfrentar o Ministério Público em uma denúncia de assédio sexual.

 

De acordo com jornal "Extra",  o acordo que foi feito nesta segunda, 10, foi referente ao processo de injúria contra Biel.

 

O relatório do inquérito de assédio sexual contra a repórter Giulia Pereira foi enviado na sexta-feira, 7. A advogada de Giulia, Ana Paula Cortez, disse que a cliente ficou aliviada com a decisão do MP.

 

"É uma pena branda, mas infelizmente é a legislação. Ela está tranquila e aliviada. Vamos começar de novo daqui para frente, esperando que isso tenha sido uma lição para a vida de Biel, pois ele é um profissional que forma opiniões", declarou.

 

Ela ainda revelou que Giulia vai processar o Portal IG, onde trabalhava, por ter sido demitida 15 dias após a denúncia.

A TARDE UOL

Tags:

Sobe Catracas

NATHÁLIA FARIA, karateca amazonense

Do topo do ranking nacional de karatê, atleta chega à seleção brasileira da categoria de base pela terceira vez

Desce Catracas

ADONEI AGUIAR, prefeito de Curinópolis (PA)

Afastado do cargo por acusação de integrar esquema criminoso, STF negou pedido dele para retornar ao cargo